O magistério de Enrico Tullio Liebman no Brasil

  • Ada Pellegrini Grinover
Palavras-chave: Enrico Tullio Liebman, Homenagem.

Resumo

Enrico Tullio Liebman, emérito professor da Universidade de Parma, Itália, veio ao Brasil em 1940, após breve permanência na Argentina e no Uruguai. No País teve rápida passagem pelas universidades de Minas Gerais e do Rio de Janeiro, acabando, por definitivo, na cidade de São Paulo a convite do então diretor da época da Faculdade de Direito. Na cidade paulistana, fulcro da efervescência jurídica, a pauta no Direito era a vigência do Código unitário, de 1939. Liebman era um mestre criativo e dedicado às atividades acadêmicas, reunindo jovens discípulos nas tardes de sábado na casa onde morava, à Alameda Ministro Rocha Azevedo. Ali, discutia os seus estudos, aprofundava discussões e se prodigalizava em inigualáveis lições, utilizando o método científico que, até então, àqueles encontros, era desconhecido do processualista brasileiro. Receberam influência do mestre italiano, Alfredo Buzaid, ex-ministro da Justiça, José Frederico Marques, Bruno Afonso de André e Benvindo Aires, dentre tantos outros que assitiam às aulas de Liebman.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
1986-01-01
Como Citar
Grinover, A. P. (1986). O magistério de Enrico Tullio Liebman no Brasil. Revista Da Faculdade De Direito, Universidade De São Paulo, 81, 98-102. Recuperado de http://www.revistas.usp.br/rfdusp/article/view/67069
Seção
Não definido