Da ação da saponina sobre peixes: Guarus (Poecilia sp.) e Acarás (Geophagus sp.)

Autores

  • José de Fatis Tabarelli Neto Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Departamento de Química Orgânica e Biológica, São Paulo, SP
  • Virgílio Bonoldi Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Departamento de Química Orgânica e Biológica, São Paulo, SP

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2318-5066.v3i1/2p19-26

Palavras-chave:

O artigo não apresenta palavras-chave.

Resumo

A experimentação foi efetuada quer com soluções de saponina quer com macerado aquoso de saboneteira (Sapindus saponaria). A atividade deste, em soluções equivalentes à solução a um por mil de saponina J. D. RIEDEL, mostrou-se muito maior não evidenciando o envelhecimento das soluções, alterações do efeito tóxico. Observaram que a ação tóxica de tal veneno sobre certos gêneros de peixes (Geophagus sp. e Poecilia sp.) se manifesta por cinco fases sucessivas — excitacão; asfixiamento; depressão inicial; depressão adiantada; morte —e que o tempo decorrente entre elas é variável. Tais variações demonstraram-se influenciáveis pela concentração da saponina ou do macerado de saboneteira, sendo igualmente dependentes do porte do animal. A temperatura mais elevada, segundo observações feitas a 15°,20° e 25°C, implica num encurtamento dos períodos das diversas fases, enquanto o estado de jejum não parece ter significado para a mais pronta evidenciação dos efeitos esperados. A capacidade de restabelecimento dos peixes só é possível se retirados na primeira fase das manifestações tóxicas; quando retirados em qualquer das outras quatro fases subsequentes, não houve sobrevivência de nenhum deles.



Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

1945-12-15

Como Citar

Tabarelli Neto, J. de F., & Bonoldi, V. (1945). Da ação da saponina sobre peixes: Guarus (Poecilia sp.) e Acarás (Geophagus sp.). Revista Da Faculdade De Medicina Veterinária, Universidade De São Paulo, 3(1/2), 19-26. https://doi.org/10.11606/issn.2318-5066.v3i1/2p19-26

Edição

Seção

NÃO DEFINIDA