Neoplasias da cavidade bucal de cães: casuística

  • José Luiz José Luiz Guerra Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, São Paulo, SP
  • Maria Lucia Zaidan Dagli Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, São Paulo, SP
  • Luzia Fiori Godoy Universidade de São Paulo, Faculdade de Odontologia, São Paulo, SP
  • Esther Goldenberg Birman Universidade de São Paulo, Faculdade de Odontologia, São Paulo, SP
Palavras-chave: Boca (neoplasias), Carcinoma epidermóide, Neoplasias (cães)

Resumo

Os autores apresentam uma casuística das neoplasias benignas e malignas da cavidade bucal de cães, colecionadas nos arquivos do Departamento de Patologia da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da Universidade de São Paulo, desde 1941 ate 1986. Os dados clínicos foram registrados quando presentes, e todos os casos foram revistos e confirmados por pelo menos dois patologistas individualmente. A neoplasia maligna mais frequente foi o carcinoma epidermóide, sendo o papiloma a neoplasia benigna mais diagnosticada. Dados clínicos como sexo, idade, raça e outros aspectos são discutidos e comparados com a literatura disponível.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
1989-09-15
Como Citar
José Luiz Guerra, J. L., Dagli, M. L., Godoy, L., & Birman, E. (1989). Neoplasias da cavidade bucal de cães: casuística. Revista Da Faculdade De Medicina Veterinária E Zootecnia Da Universidade De São Paulo, 26(2), 207-212. https://doi.org/10.11606/issn.2318-3659.v26i2p207-212
Seção
PATOLOGIA ANIMAL