Valor nutritivo de silagens de capim Elefante (Pennisetum purpureum, Schum), cultivares Mineiro e Vruckwona, submetidos ao emurchecimento e diferentes aditivos inibidores da fermentação

  • Wagner Lavezzo Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Botucatu, SP
  • Otavia Elisa Nogueira Mendes Lavezzo Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Botucatu, SP
  • Ismael Antonio Bonassi Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Ciências Agronômicas, Botucatu, SP
  • Celso Rossi Universidade Estadual Paulista, Instituto de Biocências, Botucatu, SP
Palavras-chave: Silagens, Capim Elefante, Formaldeído, Ácido fórmico, Forragens (digestibilidade)

Resumo

Os cultivares Mineiro e Vruckwona do capim Elefante (Pennisetum purpureum, Schum) foram cortados aos 75 dias de desenvolvimento e submetidos a quatro tratamentos para ensilagem: emurchecimento ao sol por 8 horas e adição, ao material fresco e picado, de 0,5% de formol (40% de formaldeído); 0,5% de acido fórmico (85%) e 0,2% da solução de "Viher" (70% formol + 26% acido fórmico + 4% agua). Realizaram-se provas de digestibilidade "in vivo" com carneiros. Correlações entre o consumo e parâmetros de qualidade das silagens foram efetuadas. Concluiu-se que: a) o emurchecimento e o acido fórmico propiciaram coeficientes de digestibilidade aparente da proteína bruta (58,30 e 50,86%, respectivamente) superiores aos das silagens submetidas a solução de "Viher" (45,30%); b) o formol deprimiu o coeficiente de digestibilidade aparente da proteína bruta da silagem (41,96%); c) no geral os coeficientes de digestibilidade aparente da matéria seca e dos constituintes fibrosos foram superiores nas silagens do cultivar Vruckwona do que nas do Mineiro, com exceção daquelas tratadas pelo formol, onde o inverso ocorreu; d) o consumo diário de matéria seca digestível (g/kg 0,75) das silagens tratadas pelo emurchecimento (24,25 g) superou aquele das silagens sob a solução de "Viher" (17,58 g); e) somente as silagens tratadas pelo emurchecimento e ácido fórmico com consumos dos nutrientes digestíveis totais respectivos de 350,61 a 434,74 g/dia e 358,62 a 3 71,29 g/dia, atenderiam, ate certo ponto, as necessidades energéticas de mantença dos ovinos

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
1989-09-15
Como Citar
Lavezzo, W., Lavezzo, O. E., Bonassi, I. A., & Rossi, C. (1989). Valor nutritivo de silagens de capim Elefante (Pennisetum purpureum, Schum), cultivares Mineiro e Vruckwona, submetidos ao emurchecimento e diferentes aditivos inibidores da fermentação. Revista Da Faculdade De Medicina Veterinária E Zootecnia Da Universidade De São Paulo, 26(2), 249-258. https://doi.org/10.11606/issn.2318-3659.v26i2p249-258
Seção
ZOOTECNIA