Salmonella canada — um novo sorotipo patogênico para aves

  • Edir Nepomuceno da Silva Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Departamento de Medicina Veterinária Preventiva e Saúde Animal, São Paulo, SP
  • Osmane Hipólito Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Departamento de Medicina Veterinária Preventiva e Saúde Animal, São Paulo, SP
Palavras-chave: Salmonella canada, Salmonelose (aves)

Resumo

O sorotipo S. canada (4,12:b-1,6), descrito pela primeira vez por YURACK et al. (1961), no Canadá, a partir de 63 isolamentos de pacientes com quadro clínico variando de inaparente a distúrbios entéricos e renais, foi isolado, ao que se presume, pela primeira vez, de aves com problemas entéricos no Brasil. O germe foi isolado em cultura pura do fígado e da gema não absorvida de pintos com idade de 4-30 dias e mortalidade variando de 5-23% antes do tratamento. Em condições experimentais, a patogenicidade da S. canada foi baixa quando inoculada por via oral e muito alta (100%) quando inoculada por via intraperitonial.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
1977-09-15
Como Citar
Silva, E., & Hipólito, O. (1977). Salmonella canada — um novo sorotipo patogênico para aves. Revista Da Faculdade De Medicina Veterinária E Zootecnia Da Universidade De São Paulo, 14(2), 279-284. https://doi.org/10.11606/issn.2318-3659.v14i2p279-284
Seção
ARTIGOS ORIGINAIS