Desenvolvimento de populações de protozoários ciliados no rumen de ovinos (Ovis aries L.) criados em Itapetininga, São Paulo

  • Maria Ely Miserochi de Oliveira Universidade de São Paulo, Instituto de Ciências Biomédicas, São Paulo, SP
  • Jose Carlos Machado Nogueira Filho Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, São Paulo, SP
  • Carlos de Sousa Lucci Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, São Paulo, SP
  • Cesar Gonçalves de Lima Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, São Paulo, SP
  • Walter Dupas Instituto de Zootecnia, Nova Odessa, SP
Palavras-chave: rumen, ovinos, protozoa, nutrição, ruminantes

Resumo

Quinze ovinos, cinco da raça Corriedale, cinco Ideal e cinco SuffolK, de ambos os sexos, foram acompanhados do nascimento aos 11 meses de idade, colhendo-se quinzenaImente amostras de liquido ruminal, via sonda esofagiana, para execução de contagens diferenciais de protozoários ciliados Os dados revelaram resultados consistentes de avaliação da fauna a partir dos 2 meses de idade. A estabilização ocorreu a partir dos 3 meses de idade, com as seguintes contagens por ml de liquido ruminal: Entodinium sp: 146.012,8/ml; Diplodinium sp: 30.429,3/ml; Epidinium sp: 8.147,9/ml; Isotricha sp: 1.409,6/ml; Dasytrictia sp: 5.729,9/ml; e total de ciliados:191.729,5/ ml; as porcentagens sobre o total de ciliados foram respectivamente de: 76,16%; 15,87%; 4,25%; 0,73% e 2,99%. O pH, detectado quando da tendência a estabilização da fauna de protozoários, foi de 6,90.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
1987-09-15
Como Citar
Oliveira, M. E., Nogueira Filho, J. C., Lucci, C., Lima, C., & Dupas, W. (1987). Desenvolvimento de populações de protozoários ciliados no rumen de ovinos (Ovis aries L.) criados em Itapetininga, São Paulo. Revista Da Faculdade De Medicina Veterinária E Zootecnia Da Universidade De São Paulo, 24(2), 225-232. https://doi.org/10.11606/issn.2318-3659.v24i2p225-232
Seção
ZOOTECNIA