A Formação de Psicólogas (os) para a Atuação nos Contextos Rurais: a experiência da Residência Multiprofissional em Saúde do Campo.

Autores

  • Victor Aurélio Santana Nascimento Universidade de Pernambuco (UPE)
  • Luana Maria Rotolo Centro de Pesquisas Aggeu Magalhães (CPqAM)), Fiocruz/PE.
  • Gislei Siqueira Knierim Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST).
  • Dara Andrade Centro de Pesquisas Aggeu Magalhães (CPqAM)), Fiocruz/PE.
  • Maísa Joventino dos Santos Universidade de Pernambuco (UPE).
  • Danila Cristiny de Araújo Moura Aciole Universidade de Pernambuco (UPE).

DOI:

https://doi.org/10.11606/rg&pp.v6i1.144435

Palavras-chave:

Política Pública, Formação em Psicologia, Psicologia Rural, Saúde do Campo, Residência em Saúde.

Resumo

O distanciamento da Psicologia das demandas das populações do campo é um fato histórico. Mesmo com a sua inserção no contexto das políticas públicas e reorientação da formação a partir das novas diretrizes curriculares, o olhar dessa ciência e profissão manteve-se restrito às demandas do contexto urbano. Em 2011, com a aprovação da Política Nacional de Saúde Integral das Populações do Campo, da Floresta e das Águas (PNSIPCFA), as diferentes profissões da Saúde ganham um marco legal de estímulo à formação de profissionais sensíveis às especificidades dessas populações. A primeira Residência Multiprofissional em Saúde da Família com ênfase na Saúde da População do Campo (RMSC) surge, então, com a missão de formar profissionais de saúde a partir das necessidades e especificidades das populações do campo. O objetivo desse trabalho é refletir sobre a experiência da formação e atuação das (os) residentes de Psicologia inseridas (os) nesse programa, entendendo que a inserção da Psicologia nessa experiência pioneira lança novos olhares para a consolidação tanto da Psicologia Rural, quanto da PNSIPCFA no país.

 

 

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Victor Aurélio Santana Nascimento, Universidade de Pernambuco (UPE)

Psicólogo residente do Programa de Residência Multiprofissional em Saúde da Família com ênfase em Saúde das Populações do Campo da Universidade de Pernambuco

Luana Maria Rotolo, Centro de Pesquisas Aggeu Magalhães (CPqAM)), Fiocruz/PE.

Psicóloga especialista em Saúde da Família, mestranda do Programa de Saúde Pública do Centro de Pesquisas Aggeu Magalhães (CPqAM)), Fiocruz/PE, tutora de Psicologia da Residência Multiprofissional em Saúde da Família com ênfase em Saúde das Populações do Campo da Universidade de Pernambuco.

Gislei Siqueira Knierim, Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST).

Pedagoga, Psicóloga, Mestre em Saúde Pública, representante do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra na Coordenação Político-Pedagógica da Residência Multiprofissional em Saúde da Família com ênfase em Saúde das Populações do Campo.

Dara Andrade, Centro de Pesquisas Aggeu Magalhães (CPqAM)), Fiocruz/PE.

Psicóloga especialista em Saúde da Família, mestranda do Programa de Saúde Pública do Centro de Pesquisas Aggeu Magalhães (CPqAM)), Fiocruz/PE, tutora de Psicologia da Residência Multiprofissional em Saúde da Família com ênfase em Saúde das Populações do Campo da Universidade de Pernambuco.

Maísa Joventino dos Santos, Universidade de Pernambuco (UPE).

Psicóloga residente do Programa de Residência Multiprofissional em Saúde da Família com ênfase em Saúde das Populações do Campo da Universidade de Pernambuco.

Danila Cristiny de Araújo Moura Aciole, Universidade de Pernambuco (UPE).

Psicóloga residente do Programa de Residência Multiprofissional em Saúde da Família com ênfase em Saúde das Populações do Campo da Universidade de Pernambuco.

Downloads

Publicado

2016-03-20

Como Citar

Nascimento, V. A. S., Rotolo, L. M., Knierim, G. S., Andrade, D., Santos, M. J. dos, & Aciole, D. C. de A. M. (2016). A Formação de Psicólogas (os) para a Atuação nos Contextos Rurais: a experiência da Residência Multiprofissional em Saúde do Campo. Revista Gestão & Políticas Públicas, 6(1), 44-61. https://doi.org/10.11606/rg&pp.v6i1.144435