O Território Invisível: Quilombo São Roque "Os Filhos da Pedra Branca", Praia Grande, SC, Brasil

Autores

  • Gabriela Mariane dos Santos Carmo Instituto Federal Catarinense - IFC
  • Naiara Machado da Silva Universidade Estadual do Rio Grande do Sul - UERGS
  • Aline Reis Calvo Hernandez Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS

DOI:

https://doi.org/10.11606/rgpp.v8i2.153561

Palavras-chave:

Território, Territorialidade, Identidade quilombola, Memória política, Aparados da Serra

Resumo

Este artigo discute as concepções de território e territorialidade da comunidade quilombola São Roque. O recorte geográfico da pesquisa são as terras da comunidade rural, formada por descendentes de escravos, remanescentes de São Roque, localizada no extremo sul do estado de Santa Catarina, limítrofe ao estado do Rio Grande do Sul. São Roque é cenário do impasse socioambiental oriundo da sobreposição das terras pertencentes historicamente à comunidade afrodescendente a partir da implementação dos Parques Nacionais de Aparados da Serra e Serra Geral. A discussão embasa-se em estudos desenvolvidos sobre a comunidade, sua identidade, seus saberes situados e emergentes, dados secundários ou metadados, a partir de diferentes abordagens sobre território e territorialidade. O artigo propõe-se a dar visibilidade às comunidades quilombolas, em especial à comunidade São Roque, a fim de ampliar o debate em torno da luta e da memória política dessas populações pelo direito à terra, além de contribuir nas discussões acerca dos processos agrários brasileiros que são responsáveis pelos territórios invisíveis em relação ao fomento das políticas públicas nacionais

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Gabriela Mariane dos Santos Carmo, Instituto Federal Catarinense - IFC

Graduada em Gestão de Turismo pelo Instituto Federal Catarinense, Sombrio, SC, Brasil. Aluna especial no Programa de Pós-Graduação em Ambiente e Sustentabilidade da Universidade Estadual do Rio Grande do Sul, São Francisco de Paula, RS, Brasil.

Naiara Machado da Silva, Universidade Estadual do Rio Grande do Sul - UERGS

Mestranda no Programa de Pós - Graduação em Ambiente e Sustentabilidade da Universidade Estadual do Rio Grande do Sul, São Francisco de Paula, RS, Brasil.

Aline Reis Calvo Hernandez, Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS

Graduada em Psicologia e mestra em Educação pela pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, RS, Brasil, Doutora em Psicologia Social e Metodologia pela Universidad Autónoma de Madrid, Madri, Espanha. Atualmente é Professora Adjunta da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, RS, Brasil, na Faculdade de Educação, Departamento de Estudos Básicos e líder do grupo de pesquisa Psicologia Política, Educação e Histórias do Presente; Professora Colaboradora do Programa de Pós-Graduação em Ambiente e Sustentabilidade e pesquisadora do grupo de pesquisa Observatório de Políticas e Ambiente da Universidade Estadual do Rio Grande do Sul, São Francisco de Paula, RS, Brasil. É editora associada da Revista de Psicologia Política e vice-coordenadora do grupo de trabalho em Psicologia Política da Associação Nacional de Pesquisa e Pós-graduação em Psicologia, biênio 2018-2020.

 

Referências

Almeida, Jalcione. (1998). Da ideologia do progresso à ideia de desenvolvimento (rural) sustentável. In: Almeida, Jalcione; Navarro, Zander. (Orgs.). Reconstruindo a agricultura: ideias e ideais na perspectiva de um desenvolvimento rural sustentável. Porto Alegre: Editora UFRGS. p. 33-71.

Baldin, Nelma., & Munhoz, Elzira M. B. (2011). Snowball (Bola De Neve): uma técnica metodológica para pesquisa em Educação Ambiental Comunitária. Anais... X Congresso Nacional de Educação, Pontifícia Universidade Católica do Paraná, Curitiba, Novembro, 2011. Acessado 12 de novembro de 2016, de: http://educere.bruc.com.br/CD2011/pdf/4398_2342.pdf

Brasil. Lei Nº 5.197 de 03 de janeiro de 1967. Dispõe sobre a proteção à fauna e dá outras providências. Acessado 12 de novembro de 2016, de:https://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L5197

Brasil. Lei Nº 11.428 de 22 de dezembro de 2006. Dispõe sobre a utilização e proteção da vegetação nativa do Bioma Mata Atlântica. Acessado 12 de novembro de 2016, de:http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2004-2006/2006/lei/l11428.htm

Buffão, Marcio P. (2009). Muito Prazer! Eu me chamo Rincão dos Kroeff. Mais do que história, uma lembrança. Porto Alegre: Companhia Rio-grandense de Artes Gráficas.

Dal Forno, Marlise A. R. et al. (2011). Riscos e conflitos ambientais na perspectiva da conservação da natureza e das identidades sociais. In: Coelho-de-Souza, Gabriela. DERAD 025 - Transformações no Espaço Rural. PLAGEDER/UFRGS. Porto Alegre: Editora UFRGS.

Dal Soglio, Fabio. (2009). A Crise Ambiental Planetária, a Agricultura e o Desenvolvimento. In: Dal Soglio, Fabio; Kubo, Rumi R. DERAD008 Agricultura e sustentabilidade. PLAGEDER/UFRGS. Porto Alegre: Editora da UFRGS. p.13-32.

Gerhardt, Tatiana E. et al. (2009). Estrutura do projeto de pesquisa. In: Gerhardt, Tatiana E.; Silveira, Denise T. DERAD005 Métodos de Pesquisa. PLAGEDER/UFRGS. Porto Alegre: Editora da UFRGS.

Giasson, Elvio; Merten, Gustavo H. (2010). Caracterização dos fatores de produção da unidade de produção agrícola. In: Wagner, Saionara A. et al. Gestão e Planejamento de unidades de Produção Agrícola. Porto Alegre: Editora da UFRGS. p. 37-52.

Gil, Antonio C. (2008). Métodos e técnicas de pesquisa social. São Paulo: Editora Atlas.

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE. Dados PIB São Francisco de Paula. 2010. Acessado 12 de novembro de 2016, de: http://www.cidades.ibge.gov.br/xtras/perfil.php?lang=&codmun=431820&search=rio-grande-do-sul|sao-francisco-de-paula

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE. Dados população, educação e economia de São Francisco de Paula. 2010. Acessado 12 de novembro de 2016, de: http://www.cidades.ibge.gov.br/xtras/perfil.php?lang=&codmun=431820&search=rio-grande-do-sul|sao-francisco-de-paula

Mazoyer, Marcel; Roudart, Laurence. (2009). A História da agricultura no mundo: do neolítico à crise contemporânea. São Paulo: UNESP.

Paulilo, Naiane C. M. (2016). Práticas Agrícolas e Percepção Ambiental dos Agricultores do Rincão dos Kroeff, São Francisco de Paula/RS. 2016. 76f. Trabalho de Conclusão de Curso. Bacharelado em Gestão Ambiental, Universidade Estadual do Rio Grande do Sul. Unidade Universitária Hortênsias. São Francisco de Paula: UERGS.

São Francisco de Paula. (2008). Dados sobre Rincão dos Kroeff. Plano Ambiental Municipal de São Francisco de Paula.

São Francisco de Paula. (2014). Dados sobre o número de famílias no Rincão dos Kroeff. Secretaria Municipal de Saúde.

Downloads

Publicado

2018-12-31

Como Citar

Carmo, G. M. dos S., Silva, N. M. da, & Hernandez, A. R. C. (2018). O Território Invisível: Quilombo São Roque "Os Filhos da Pedra Branca", Praia Grande, SC, Brasil. Revista Gestão & Políticas Públicas, 8(2), 297-315. https://doi.org/10.11606/rgpp.v8i2.153561