[1]
C. Stetner e G. Rodrigues, Castração química: Limites e possibilidades à adoção como penalidade para pedofilia, Rev. Gest. & Políticas Públicas, vol. 1, nº 1, jun. 2011.