Educação e patrimônio: notas sobre o diálogo entre a escola e a capoeira

  • Maria Alice Rezende Gonçalves Universidade do Estado do Rio de Janeiro.
  • Vinícius Oliveira Pereira Universidade do Estado do Rio de Janeiro.
Palavras-chave: Capoeira, cultura afro-brasileira, educação, patrimônio.

Resumo

A educação brasi leira tem sido marcada por debates que evidenciam a maior visibilidade de diferentes grupos étnicos e suas manifestações culturais, com destaque para os (as) afro-brasileiros(as). Nesse contexto, o artigo se propõe a descrever e discutir a introdução da capoeira na educação básica proposta pelo Programa Mais Educação do Ministério da Educação. Apesar da possibilidade de utilizá-la como uma ferramenta de valorização da cultura afro-brasileira na educação, concluímos que o programa analisado, ao fazer uso do potencial educativo da capoeira, privilegia em seus documentos a modalidade ligada à abordagem esportiva da capoeira.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria Alice Rezende Gonçalves, Universidade do Estado do Rio de Janeiro.
Professora associada do Departamento de Ciências Sociais e Educação da Faculdade de Educação da Universidade do Estado do Rio de Janeiro e professora do Programa de Pós-graduação em Educação, Cultura e Comunicação em Periferias Urbanas da UERJ (PPGECC/FEBF/UERJ).
Vinícius Oliveira Pereira, Universidade do Estado do Rio de Janeiro.
Graduado em Pedagogia pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (2013). Atualmente, cursa o mestrado no Programa de Pós-graduação em Educação, Cultura e Comunicação em Periferias Urbanas da UERJ (PPGECC/FEBF/UERJ), com bolsa da Fundação Carlos Chagas de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro - Faperj.
Publicado
2015-11-13
Como Citar
Gonçalves, M. A., & Pereira, V. (2015). Educação e patrimônio: notas sobre o diálogo entre a escola e a capoeira. Revista Do Instituto De Estudos Brasileiros, (62), 74-90. https://doi.org/10.11606/issn.2316-901X.v0i62p74-90
Seção
Artigos