“Festa acabada, músicos a pé!”: um estudo crítico sobre as relações de trabalho de músicos atuantes no Estado do Rio de Janeiro

  • Luciana Requião Universidade Federal Fluminense
Palavras-chave: Mundo do trabalho, capitalismo tardio, cultura, músico, Rio de Janeiro.

Resumo

O trabalho tem como objetivo geral analisar e discutir as formas como a cultura – e o trabalho daqueles que atuam nesse setor – vem sendo apropriada, no sentido da valo­rização do capital, na atual fase do modo de produção capitalista. Como objeto específico de pesquisa, desenvolvemos um estudo junto a músicos profissionais vinculados ao Sindicato dos Músicos do Estado do Rio de Janeiro (Sind­Musi) com o intuito de compreender a realida­de em que vivem e trabalham. Através deste estudo buscamos subsídios para a compreen­são da realidade do trabalho do músico – em geral informal e precarizado – frente aos nú­meros apresentados pelas estatísticas oficiais que apontam para “dados promissores” do setor para a economia brasileira. Nesse contexto o trabalho do músico é percebido como produti­vo ao capital. 

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2016-08-23
Como Citar
Requião, L. (2016). “Festa acabada, músicos a pé!”: um estudo crítico sobre as relações de trabalho de músicos atuantes no Estado do Rio de Janeiro. Revista Do Instituto De Estudos Brasileiros, (64), 249-274. https://doi.org/10.11606/issn.2316-901X.v0i64p249-274
Seção
Artigos