Cartografia digital geo-histórica: mobilidade urbana de São Paulo de 1877 a 1930

  • Jaime Tadeu Oliva Universidade de São Paulo
  • Fernanda Padovesi Fonseca Universidade de São Paulo
  • Eduardo Dutenkefer Universidade de São Paulo
  • Luciano Zoboli Universidade de São Paulo
Palavras-chave: Geo-história, cartografia digital, georreferenciamento relativo, urbanidade, mobilidade urbana.

Resumo

No campo de uma cartografia digital geo-histórica o artigo apresenta mapas inéditos sobre a mobilidade urbana da cidade de São Pau­lo, produzidos no âmbito de pesquisa coletiva, re­lativos ao período entre 1877 e 1930. Em termos de metodologias, o destaque é para a aplicação do georreferenciamento relativo de mapas históricos passando pela vetorização de alguns elementos escolhidos, para, a seguir, trabalhar com uma cartografia analítica transformacional. Esses mapas em sua diversidade de métodos de repre­sentação podem permitir novos olhares sobre a mobilidade da cidade de São Paulo e seus refle­xos no quadro interacional da cidade. Algo que se procurou fazer no artigo mobilizando também algumas referências teóricas para avaliar esse elemento-chave (o quadro interacional) para a constituição da cidade e de sua sociedade urba­na.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2016-08-23
Como Citar
Oliva, J., Fonseca, F., Dutenkefer, E., & Zoboli, L. (2016). Cartografia digital geo-histórica: mobilidade urbana de São Paulo de 1877 a 1930. Revista Do Instituto De Estudos Brasileiros, (64), 131-166. https://doi.org/10.11606/issn.2316-901X.v0i64p131-166
Seção
Dossiê Dinâmicas de urbanização e representações espaciais: abordagem geo-histórica dos territórios com SIG