Metodologia para um saber e um fazer geo-histórico: análise de espacialidades pretéritas utilizando instrumentos computacionais

  • Eduardo Dutenkefer Universidade de São Paulo
Palavras-chave: SIG histórico, georreferenciamento relativo, geo-história.

Resumo

Utilizando instrumentos computacionais, apresentamos neste trabalho uma proposta  metodológica para análise de mapas antigos com ênfase em três aspectos: sua geometria, seu georreferenciamento e sua vetorização. Diferentemente de outras metodologias orientadas na precisão cartográfica e em posições absolutas, esta opta por propor um georreferenciamento relativo, isto é, estabelecer relações de feições, lugares e trajetórias que o mapa antigo possa manter com os mapas contemporâneos sem, contudo, distorcer significativamente as feições originais do mapa em estudo.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2016-12-31
Como Citar
Dutenkefer, E. (2016). Metodologia para um saber e um fazer geo-histórico: análise de espacialidades pretéritas utilizando instrumentos computacionais. Revista Do Instituto De Estudos Brasileiros, (65), 57-71. https://doi.org/10.11606/issn.2316-901X.v0i65p57-71
Seção
Dossiê Dinâmicas de urbanização e representações espaciais: abordagem geo-histórica dos territórios com SIG