Júlia Lopes de Almeida em cena

notas sobre seu arquivo pessoal e seu teatro inédito

  • Michele Asmar Fanini Universidade de São Paulo (USP, São Paulo, SP, Brasil)
Palavras-chave: júlia lopes de almeida, historiografia literária brasileira, arquivo pessoal, textos teatrais inéditos

Resumo

O artigo elege como fonte privilegiada de investigação o arquivo pessoal da escritora carioca Júlia Lopes de Almeida (1862-1934), aqui apreendido como um projeto, a um só tempo, (auto)biográfico e estético, e busca oferecer uma visão panorâmica do repertório dramatúrgico inédito nele
abrigado, composto de documentos autógrafos e datiloscritos. Como tencionamos evidenciar, tais manuscritos contribuem não apenas para o redimensionamento do legado literário da escritora, mas para os estudos dedicados ao cultivo de uma memór ia das artes dramáticas que vicejaram ao longo da “belle époque tropical”, da qual as teatrólogas foram, quando não eclipsadas, expressamente subrepresentadas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Michele Asmar Fanini, Universidade de São Paulo (USP, São Paulo, SP, Brasil)

Doutora em Sociologia pela Universidade de São Paulo, pós-doutora pelo Instituto de Estudos Brasileiros (IEB/USP), com pesquisa financiada pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp), da qual resultou o livro A (in)visibilidade de um legado: seleta de textos dramatúrgicos inéditos de Júlia Lopes de Almeida (Intermeios/Fapesp, 2016).

Publicado
2018-12-13
Como Citar
Fanini, M. (2018). Júlia Lopes de Almeida em cena. Revista Do Instituto De Estudos Brasileiros, (71), 95-114. https://doi.org/10.11606/issn.2316-901X.v0i71p95-114
Seção
Dossiê: Mulheres, arquivos e memórias