Itinerários de um mundo musical

a música de câmara brasileira nos concertos da Sonata (Portugal)

Palavras-chave: Sociedades de concerto, Fernando Lopes-Graça, música de câmara brasileira

Resumo

Surgidas em um período de carência de atividade musical erudita em Portugal, as sociedades de concerto foram um importante instrumento de formação de público, socialização e difusão de uma vasta produção, envolvendo agentes das mais diversas origens, formações, interesses e posições ideológicas. Tomamos em destaque neste artigo a Sonata, fundada em 1942 por Fernando Lopes-Graça e amigos e ativa até 1960, que realizou a estreia, no país, de muitas obras, inclusive diversas de compositores brasileiros. A partir da análise e contextualização desse repertório, buscamos compreender as redes de sociabilidade envolvidas em sua circulação, lançando um olhar sobre a Sonata como um espaço de articulação entre diferentes vivências musicais.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2019-09-04
Como Citar
Lopes, G. (2019). Itinerários de um mundo musical. Revista Do Instituto De Estudos Brasileiros, (73), 27-46. https://doi.org/10.11606/issn.2316-901X.v0i73p27-46
Seção
Dossiê: O musicar como trilha para a etnomusicologia