Trocando ideias musicais

a sociabilidade da circulação na música carioca independente nos anos 1990

Palavras-chave: Escuta, sociabilidade, mídia, circulação, indie

Resumo

Este artigo descreve a formação de uma escuta local que emergiu no Rio de Janeiro nos anos 1990 entre participantes da música indie a partir do  fazer musical, que englobava a produção e a circulação de mídias através das quais o indie adquiriu sentido social.  Podemos chamar de sociabilidade da circulação o modo pelo qual formas materiais específicas, como revistas e fitas cassete, impactam os tipos de prática social que tanto facilitam a troca de materiais musicais quanto emergem dessa troca. O artigo liga as mídias da música à interação social e, através dela, à formação de uma escuta local. Argumenta-se que o som em si participa da formação de sociabilidades e de abordagens às mídias e, portanto, tem um papel na construção do significado e do valor da música ao longo do tempo.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2019-09-04
Como Citar
Garland, S. (2019). Trocando ideias musicais. Revista Do Instituto De Estudos Brasileiros, (73), 47-63. https://doi.org/10.11606/issn.2316-901X.v0i73p47-63
Seção
Dossiê: O musicar como trilha para a etnomusicologia