Dança do ventre em São Paulo

cena, mercado e sustentabilidade em uma prática de dança local

Autores

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2316-901X.v0i73p142-168

Palavras-chave:

Dança do ventre, São Paulo, mercado, sustentabilidade, musicar local

Resumo

Neste artigo, apresento a cena da dança do ventre em São Paulo discutindo seu status artístico e seus meios de sustentabilidade. Embora globalmente conhecida, o que interessa, neste momento, é o exame da prática dessa dança em sua localidade (Robertson, 1992; 1995). Em São Paulo, o que emicamente se costuma chamar de “cena” ou “mercado” da dança não configura um arranjo estável, mas resulta do trabalho contínuo das pessoas envolvidas, sejam ofertantes ou
consumidores. Ainda que preterida em relação a outras opções de entretenimento na cidade, a dança do ventre se sustenta pela constante movimentação desses agentes, gerando uma cena dinâmica e criativa para contornar os desafios colocados pela marginalidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2019-09-04

Como Citar

Giesbrecht, Érica. (2019). Dança do ventre em São Paulo: cena, mercado e sustentabilidade em uma prática de dança local. Revista Do Instituto De Estudos Brasileiros, (73), 142-168. https://doi.org/10.11606/issn.2316-901X.v0i73p142-168

Edição

Seção

Dossiê: O musicar como trilha para a etnomusicologia