A passagem do dois ao zero

dualidade e desintegração no pensamento dialético brasileiro (Paulo Arantes, leitor de Roberto Schwarz)

Palavras-chave: Formação nacional, dialética, ideologia, Roberto Schwarz, Paulo Arantes

Resumo

Buscamos explorar os desdobramentos da intuição básica de Roberto Schwarz em seu ensaio “As ideias fora do lugar” na obra do filósofo Paulo Arantes. O ponto de vista da periferia do capitalismo (que supera a si mesmo enquanto ponto de vista) não apenas fornece uma visada privilegiada para a compreensão do funcionamento ideológico das sociedades que se desenvolvem à margem do centro orgânico do capital, como também revela a verdade do próprio centro. Esse modelo de crítica se desdobra nos estudos de Arantes sobre a ideologia e em sua tese sobre a periferização do centro no momento do colapso. Investigamos assim se os pressupostos materiais e categoriais daquilo que dava sentido a “Ideias fora do lugar” persistem no instante em que a formação nacional se apresenta como terminada.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luiz Philipe de Caux, Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN, Natal, RN, Brasil)

Luiz Philipe de Caux é professor de Filosofia do Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (CCHLA/UFRN).

Felipe Catalani, Universidade de São Paulo (USP, São Paulo, SP, Brasil)

Felipe Catalani é doutorando em Filosofia na Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo (FFLCH/USP).

Publicado
2019-12-10
Como Citar
Caux, L. P., & Catalani, F. (2019). A passagem do dois ao zero. Revista Do Instituto De Estudos Brasileiros, (74), 119-146. https://doi.org/10.11606/issn.2316-901X.v0i74p119-146
Seção
Dossiê: Leituras, leitores e lugares de Roberto Schwarz