Grande sertão: veredas, um inventário da avifauna

Palavras-chave: Ecocrítica, avifauna, Guimarães Rosa

Resumo

O presente trabalho se propõe a inventariar as aves citadas no romance Grande sertão: veredas, classificando seus usos e traçando um panorama do processo criativo que as levou até as páginas do livro. Nosso objetivo é desvelar a natureza da representação da avifauna na obra, uma alternativa de leitura ecologicamente consciente que se opõe à perspectiva antropocêntrica que retrata os elementos da natureza de forma opaca e pitoresca. Acreditamos que uma abordagem ecocrítica nos permite reconhecer novos aspectos do complexo processo de criação rosiano, um amálgama de ciência natural e cultura popular originando uma mimese da natureza que fecunda diversos outros motivos dentro da obra.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Willian Dolberth, Universidade Federal do Paraná

Willian Dolberth é mestrando, com auxílio da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), no Programa de Pós-Graduação em Letras da UFPR, na linha de literatura e outras linguagens.

Klaus Eggensperger, Universidade Federal do Paraná

Klaus F. W. Eggensperger é professor de Estudos Literários e Culturais da graduação e da pós-graduação em Letras na Universidade Federal do Paraná (UFPR), onde fundou o Grupo de Estudos Ecocríticos (Geco), e autor de, entre outros trabalhos, Modale Nebenverben im Jiddischen. Eine korpusgestützte Untersuchung zu “soln” und “wolt” (1995).

Publicado
2020-04-27
Como Citar
Dolberth, W., & Eggensperger, K. (2020). Grande sertão: veredas, um inventário da avifauna. Revista Do Instituto De Estudos Brasileiros, 1(75), 53-70. https://doi.org/10.11606/issn.2316-901X.v1i75p53-70
Seção
Artigos