Submissões online

Missão 

A Revista do Instituto de Estudos Brasileiros (RIEB) tem como missão refletir sobre a sociedade brasileira articulando múltiplas áreas do saber. Nesse sentido, empenha-se na publicação de artigos originais e inéditos, resenhas e documentos relacionados aos estudos brasileiros. 

Critérios para apresentação e publicação de artigos

Condições gerais 

  • A RIEB, de periodicidade quadrimestral, tem caráter multidisciplinar e publica artigos originais e inéditos, resenhas e documentos relacionados aos estudos brasileiros (em português, espanhol, francês, italiano e inglês).
  • A RIEB aceita artigos de portadores de título de doutor, bem como de doutorandos inscritos em programas regulares de pós-graduação no Brasil e no exterior.
  • Os artigos a serem apresentados para apreciação e eventual publicação pela RIEB devem ser submetidos em formato digital através do portal SciELO de submissões: http://submission.scielo.br/index.php/rieb/user/register.
  • Os artigos serão submetidos à avaliação de dois pareceristas, sendo consideradas a autenticidade e a originalidade do trabalho.
    1. Em caso de divergência, será ouvido um terceiro parecerista.
    2. Os pareceristas têm 30 dias para emitirem seus pareceres.
    3. O prazo médio de resposta para os autores é de quatro meses.
  • A revista reserva-se o direito de adequar o material enviado ao seu projeto editorial e padrão gráfico.

 Responsabilidades 

  • Os autores se comprometem a informar a futuros interessados em adquirir quaisquer direitos autorais sobre seus textos acerca do teor do Termo de Autorização assinado para a publicação das obras na RIEB.
  • Os autores comprometem-se a autorizar a revista a divulgar os textos sob os termos da licença Creative Commons BY-NC (http://creativecommons.org/).
  • As traduções deverão ser autorizadas pelo(s) autor(es) do texto original.
  • Fica estritamente restrita aos autores dos artigos a responsabilidade pela reprodução das imagens e pelos termos de autorização se houver detentor de direitos autorais. Essas imagens devem conter créditos e legendas.
  • A RIEB não se responsabiliza pela redação nem pelos conceitos emitidos pelos colaboradores/autores dos artigos.
  • Os autores asseguram que o artigo é inédito e não está sendo avaliado por nenhuma outra publicação. Não são considerados inéditos artigos cujo conteúdo advém diretamente de capítulos de mestrados e doutorados disponíveis em bancos digitais de teses e dissertações. 

Forma e preparação de originais 

Padronização do trabalho enviado 

  1. Formatação
  • Programa: word, edição 97-2003, formato .doc; dimensão da página: A4; margens: 2,5 cm; fonte: times new roman; corpo: 12; entrelinha: 1,5. 
  1. Quantidade de caracteres
  • Artigos: entre 30 mil e 52 mil caracteres (incluindo espaços).
  • Resenhas: entre 5 mil e 20 mil caracteres (incluindo espaços).
  • Notícias e documentação: até 20 mil caracteres (incluindo espaços). 
  1. Citações

A forma de citação deve seguir o padrão ABNT NBR 10520/2002 (Informação e documentação – Citações em documentos – Apresentação).

  • Para a indicação da fonte, deve-se utilizar o sistema (AUTOR, data, p.) logo após a citação.
  • Caso o nome do autor já esteja incluído na sentença e a citação seja direta, é necessário acrescentar data e número de página entre parênteses. Ex.: De acordo com Candido (1988, p. 53), “a literatura comparada foi instituída...”. Ver: item 6.3 Sistema autor-data (ABNT NBR 10520/2002). 
  1. Notas, referências, resumo/abstract
  • Caso o trabalho tenha apoio financeiro de alguma instituição ou tenha sido baseado em algum outro artigo, essa informação deve ser mencionada no início do texto, abaixo do(s) nome(s) do(s) autor(es), e conter, no máximo, 360 caracteres.
  • Ilustrações, gráficos e tabelas devem trazer as respectivas legendas e créditos.
  • O artigo deve obedecer à norma ABNT NBR 6023/2002 (Informação e documentação – Referências – Elaboração), colocando-se as referências logo após a citação no sistema (AUTOR, data, p.).
  • Notas explicativas devem ser inseridas no rodapé com números arábicos (corpo 10, espaço simples). O número das notas no corpo do texto deve ser elevado.
  • A lista de referências deve ser incluída no final do texto, em ordem alfabética pelo sobrenome do autor. Todas as indicações de fontes que foram utilizadas no artigo devem constar nas referências, com recuo da segunda linha na terceira letra da primeira linha (corpo 11).

SOBRENOME, Nome. Título do livro: subtítulo. 2. ed. Cidade: editora, ano. (Nome da coleção).

BASTOS, Rodrigo Almeida. A arte do urbanismo conveniente: o decoro na implantação de novas povoações em Minas Gerais na primeira metade do século XVIII. In: PEREIRA, Sônia Gomes (Org.). COLÓQUIO LUSO-BRASILEIRO DE HISTÓRIA DA ARTE, 6. Anais... Rio de Janeiro: CBHA/UFRJ/UERJ/PUC-Rio, 2004. v. 2, p. 667-677.

BN – Fundação Biblioteca Nacional. Catálogo de discos. Disponível em: <http://catcrd.bn.br/scripts/odwp012k.dll?INDEXLIST=discos_pr:discos>. Acesso em: 20 jul. 2018.

CANDIDO, Antonio. Dialética da malandragem. Revista do Instituto de Estudos Brasileiros, São Paulo, n. 8, p. 67-89, 1970.

GARCIA, Walter. Cordialidade, melancolia, modernidade: o trabalho de João Gilberto. Conferência de encerramento. Comunicação oral. In: SEMINÁRIO DE PÓS-GRADUAÇÃO: LITERATURA, SOCIEDADE E HISTÓRIA DA LITERATURA, 2. Instituto de Letras, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, 2017.

HEMEROTECA Digital. Acervo de periódicos da Fundação Biblioteca Nacional. Disponível em: <bndigital.bn.br/hemeroteca-digital>. Acesso em: ago. 2018.

HOLANDA, Sérgio Buarque de. O semeador e o ladrilhador. In: _____. Raízes do Brasil. São Paulo: Companhia das Letras, 1997. cap. 4, p. 93-138.

_____. Visão do paraíso – os motivos edênicos do descobrimento e colonização do Brasil. São Paulo: Brasiliense/Publifolha, 2000.

IMS – Instituto Moreira Salles. Acervo musical. Disponível em: <http://acervo.ims.com.br>. Acesso em: 20 jul. 2018

IVAN, o Terrível. Direção de Sergei Eisenstein. URSS: Mosfilm, 1944-1958. (187 min.), 35 mm, PB.

MANO BROWN. Mano Brown. Teoria e Debate, São Paulo, n. 46, nov./2000-jan. 2001, sem paginação. Entrevista concedida a Spensy Pimentel. Disponível em: <https://teoriaedebate.org.br/2000/11/15/mano-brown>. Acesso em: 21 ago. 2017.

MAUAD, Ana Maria. Entre retratos e paisagens: modos de ver e representar no Brasil oitocentista. Studium, Campinas, v. 15, 2004. Disponível em: <http://www.studium.iar.unicamp.br/15/01.html>. Acesso em: 27 fev. 2007.

O NOME da rosa. Produção de Jean-Jaques Annaud. São Paulo: Tw Vídeo distribuidora, 1986. 1 Videocassete (130 min.): VHS, Ntsc, son., color. Legendado. Port.

REIS FILHO, Nestor Goulart. A urbanização e o urbanismo na região das Minas. São Paulo: FAU/USP, 1999. (Cadernos do LAP, 30).

SEMINÁRIO INTERNACIONAL SOBRE DIREITOS HUMANOS FUNDAMENTAIS, 1., 2015. Anais… Rio de Janeiro: Universidade Federal Fluminense. Disponível em: <https://drive.google.com/file/d/0B8Sm1NUcs2tGY180UXhRdHZlcDg/view>. Acesso em: 20 ago. 2018.

TORRÃO FILHO, Amílcar. Paradigma do caos ou cidade da conversão? – a cidade colonial na América portuguesa e o caso da São Paulo na administração do Morgado de Mateus (1765-1775). 2004. 338 f. Dissertação (Mestrado em História). Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Estadual de Campinas, 2004. 

  • É necessário inserir o DOI (Digital Object Identifier) de cada referência bibliográfica – quando houver – (que pode ser encontrado no sitecrossref.org), conforme o exemplo abaixo:

DESVALLÉES, André; MAIRESSE, François. Sur la muséologie. Culture & Musées, v. 6, n. 1, 2005, p. 131-155. https://doi.org/10.3406/pumus.2005.1377.

Utilização do Open Journal Systems – OJS no portal SciELO 

  1. Cadastro
  1. Avaliação cega por pares

Para assegurar a integridade da avaliação por pares cega, para submissões à revista, deve-se tomar todos os cuidados possíveis para não revelar a identidade de autores e avaliadores entre os mesmos durante o processo. Isso exige que autores, editores e avaliadores (que podem enviar documentos para o sistema como parte do processo de avaliação) tomem algumas precauções com o texto e as propriedades do documento:

  1. O autor do documento deve excluir do texto seu nome, substituindo por “Autor”.
  2. A filiação do autor à respectiva instituição, e-mail e minicurrículo também devem ser excluídos.
  3. Em documentos do Microsoft Office, a identificação do autor deve ser removida das propriedades do documento:

Passo 1

  1. Arquive o texto original e faça a verificação numa cópia do documento.
  2. Abra a cópia e exclua nome do autor (substituindo por “Autor”), sua filiação (*), identificação de “patrocínio” ou origem do texto (**) etc., colocando em seu lugar asteriscos. Verifique todo o arquivo, excluindo minicurrículo e e-mail, por exemplo.
  3. Clique noBotão do Microsoft Office  (no alto, à esquerda). Vá em Preparar e clique em Inspecionar documento.
  4. Na caixa de diálogoInspetor de documentos, selecione todas as caixas que aparecem.
  5. Clique emInspecionar.
  6. Ao lado de cada caixa selecionada, clique emRemover Tudo.
  7. Feche o arquivo, salvando suas alterações. 

Passo 2

  1. Localize o arquivo na pasta em que foi salvo. Clique nele com o botão direito do mouse e abra suas Propriedades.
  2. Na aba Detalhes, clique em Remover propriedades e informações pessoais, que aparece (geralmente em azul) na parte de baixo da janela.
  3. Selecione a caixa Remover as seguintes propriedades deste arquivo.
  4. Clique em Selecionar tudo (embaixo, à direita) e em Ok.

É de responsabilidade do autor o envio de arquivo que não o identifique para garantir avaliação imparcial dos pareceristas e para que seu texto não seja descartado.

  1. Caso o artigo seja aprovado, ao receber a súmula com as orientações dos pareceristas, o autor deve incluir no arquivo todos os dados extraídos para não identificar a autoria do texto: nome, instituição a que está afiliado (nome por extenso, sigla, cidade, estado, país), minicurrículo/pequena apresentação (no máximo, 5 linhas), e-mail etc. 

III.  Submissão on-line

  • Os autores poderão enviar seus trabalhos a partir do seguinte link: <http://submission.scielo.br/index.php/rieb/user/register>.
  • Os artigos devem ser enviados de acordo com as normas de formatação e condições para submissão de artigos da RIEB.
  • O tamanho máximo permitido para upload de arquivos no sistema OJS é de 10MB.
  • As imagens, bem como as respectivas legendas (com referência completa de autoria, instituição detentora de direitos autorais e autorização para publicação), devem ser numeradas e inseridas no corpo do texto.