O urbanismo de Saturnino de Brito e as ressonâncias provocadas

  • Daniel Tochetto Instituto de Planejamento de Santa Maria
  • Célia Ferraz Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Palavras-chave: Urbanismo sanitarista, Saturnino de Brito, Europa, Brasil

Resumo

Na elaboração de projetos de saneamento para as cidades brasileiras, o engenheiro Francisco Saturnino Rodrigues de Brito defendeu a necessidade de desenvolver conjuntamente aspectos pertinentes ao campo do urbanismo. O entendimento de Brito sobre como pensar a cidade foi detalhado e desenvolvido na época em que trabalhou para a Comissão de Saneamento de São Paulo, no contexto de sua Usina de Santos em 1905-10, e Notas sobre a traça sanitária das Vilas (1916). A análise dessas duas obras, juntamente com a discussão e os problemas que ocorreram em Santos, constituem o objetivo central deste trabalho.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Daniel Tochetto, Instituto de Planejamento de Santa Maria
Arquiteto e Urbanista, mestre pelo Programa de Pós-graduação em Planejamento Urbano e Regional - PROPUR, da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, arquiteto e urbanista do Instituto de Planejamento de Santa Maria, Rua Venâncio Aires, 2035/8o Andar, Centro, RS, CEP 97010-005, (55)3219-0104
Célia Ferraz, Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Arquiteta e Urbanista, professora doutora do Programa de Pós-graduação em Planejamento Urbano e Regional - PROPUR, da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Avenida Paulo Gama, 110, Secretaria de Comunicação Social, 8o andar, Reitoria, Farroupilha, Porto Alegre, RS, CEP 90040-060, (51) 3308-6000
Publicado
2016-12-19
Como Citar
Tochetto, D., & Ferraz, C. (2016). O urbanismo de Saturnino de Brito e as ressonâncias provocadas. Risco Revista De Pesquisa Em Arquitetura E Urbanismo (Online), (22), 84-101. https://doi.org/10.11606/issn.1984-4506.v0i22p84-101
Seção
Núcleo temático