Ingleses e o Rio Capivari: forma urbana, espaços públicos, natureza e urbanidade

  • David Sadowski Universidade Federal de Santa Catarina
  • Adriana Marques Rossetto Universidade Federal de Santa Catarina
Palavras-chave: Forma urbana, Meio ambiente, Espaços públicos

Resumo

O trabalho faz uma breve análise morfológica do distrito de Ingleses do Rio Vermelho, em Florianópolis, com preocupações específicas no tocante à sua relação com o meio ambiente e à qualidade dos espaços públicos formados, em um ambiente urbano densamente utilizado. Rechaça o oximoro cidade-natureza e ressalta a importância dos espaços públicos na vida em sociedade. Em relação ao recorte de estudo, lança mão da Teoria da Sintaxe espacial enquanto ferramenta de leitura espacial, a qual proporcionou, ainda, um melhor entendimento da dinâmica urbana do distrito, constituindo-se como poderosa ferramenta ao vislumbre de soluções locais alinhadas ao ideal de urbanidade.  

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

David Sadowski, Universidade Federal de Santa Catarina
Arquiteto e Urbanista, mestrando do Programa de Pós-Graduação em Urbanismo, História e Arquitetura da Cidade, da Universidade de Santa Catarina, ORCID: <http://orcid.org/0000-0002-7403-3177>
Adriana Marques Rossetto, Universidade Federal de Santa Catarina
Arquiteta e Urbanista, professora adjunta do Departamento de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Federal de Santa Catarina, ORCID: <https://orcid.org/0000-0002-7785-9599>.    

Referências

.
Publicado
2018-12-17
Como Citar
Sadowski, D., & Rossetto, A. (2018). Ingleses e o Rio Capivari: forma urbana, espaços públicos, natureza e urbanidade. Risco Revista De Pesquisa Em Arquitetura E Urbanismo (Online), 16(2), 100-112. https://doi.org/10.11606/issn.1984-4506.v16i2p100-112
Seção
Artigos e Ensaios