Discursos transatlânticos: diálogos entre o Cais das Artes e o Museu dos Coches, de Paulo Mendes da Rocha.

  • Ivo Renato Giroto FAU USP - FAPESP
Palavras-chave: Paulo Mendes da Rocha, Museu dos Coches, Cais das Artes, Museus, Arquitetura contemporânea brasileira

Resumo

Este artigo tece considerações sobre aspectos da produção contemporânea do premiado arquiteto Paulo Mendes da Rocha através da análise de dois equipamentos culturais recentes: o ainda não concluído Cais das Artes de Vitória (2007), e o Museu Nacional dos Coches (2008-16), em Lisboa, cujas características estimulam uma leitura dialogada. Mendes da Rocha é um dos arquitetos que mais enfaticamente apoiam-se no discurso como suporte da prática arquitetônica, relação que inexoravelmente coloca-se como filtro para a análise das obras. O texto trata, então, não apenas de cotejar discurso e prática, mas o discurso na prática.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ivo Renato Giroto, FAU USP - FAPESP
Pós-doutorando pela FAU/USP (2017/2018), com financiamento da FAPESP, e Doutor "cum laude" em Teoria e História da Arquitetura (2014), pela Universidad Politécnica de Cataluña, em Barcelona, onde também titulou-se mestre em Teoria e História da Arquitetura (2008). Possui especialização na área de Projeto Arquitetônico pela Universidade Estadual de Londrina (2006) e graduação em Arquitetura e Urbanismo pela mesma instituição (2005). Investiga e desenvolve trabalhos acadêmicos nas áreas de teoria e história da arquitetura (arquitetura moderna e contemporânea brasileira), metodologia de projeto e didática do educação superior. Atuou como docente e Coordenador Pedagógico Nacional do curso de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Estácio de Sá, no Rio de Janeiro, de 2012 a 2016, ministrando aulas em disciplinas das áreas de Teoria, História e Projeto de Arquitetura e Urbanismo. 

Referências

AA VV. Rino Levi. Milano: Edizioni di Comunità, 1974.
ARGENTI, Maria. La linea del cielo e la linea di terra nell’architettura paulista. Rassegna di architettura
e urbanística: La Scuola di São Paulo in Brasile. Concezione strutturale e ideazione
architettonica. Milão, Ano XLI/III, n. 142/143, jan./ago. 2014.
ARTIGAS, Rosa (org.). Paulo Mendes da Rocha. São Paulo: Cosac & Naify, 2000.
BASTOS, Maria Alice Junqueira. Paulo Mendes da Rocha. Breve relato de uma mudança. Arquitextos,
São Paulo, ano 11, n. 122.01, Vitruvius, jul. 2010. Disponível em: com.br/revistas/read/arquitextos/11.122/3472>. Acesso em: 30/11/2017.
FORSTER, Kurt. W. Why are some buildings more interesting than others? Harvard Design Magazine,
Cambridge, n. 7, p. 104-115, winter/spring 1999.
FRANK, Klaus, GIEDION, Sigfried. Affonso Eduardo Reidy: bauten un projekte. Stuttgart: Gerd
Hatje, 1960.
LE CORBUSIER. Precisões sobre um estado presente da arquitetura e do urbanismo. São Paulo:
Cosac & Naify, 2004.
MONTANER, Josep Maria, VILLAC, Maria Isabel (Org.) Mendes da Rocha. Barcelona: Gustavo
Gili, 1996.
NEVES, José Manuel das (ed.). Museu Nacional dos Coches. Lugar, projeto e obra. Lisboa: Uzina
Books, 2015.
OTONDO, Catherine. Desenho e espaço construído: relações entre pensar e fazer na obra de
Paulo Mendes da Rocha. 2013. Tese (Doutorado em Arquitetura) – Faculdade de Arquitetura
e Urbanismio, Universidade de São Paulo, São Paulo.
PAPADAKI, Stamo. The Work of Oscar Niemeyer. New York: Reinhold, 1950.
________. Oscar Niemeyer: Works in progress. New York: Reinhold, 1956.
________. Oscar Niemeyer. New York: George Braziller, 1960.
PIÑÓN, Helio. Paulo Mendes da Rocha. São Paulo: Romano Guerra, 2002.
PISANI, Daniele. Paulo Mendes da Rocha: obra completa. São Paulo: Gustavo Gili, 2013.
ROCHA, Paulo Mendes da. Museu Nacional dos Coches, Lisboa. Projetos, São Paulo, ano 16, n.
183.02, Vitruvius, mar. 2016. Disponível em: projetos/16.183/5961>. Acesso em: 30/11/2017.
________. América, natureza e cidade/ Paulo Mendes da Rocha; com Maria Isabel Villac. São
Paulo: Estação Liberdade, 2012.
________. Entrevista a Ivo Giroto. 21/09/2017.
ROCHA, Paulo Mendes da; WISNIK, Guilherme (org). Encontros: Paulo Mendes da Rocha. Rio de
Janeiro: Beco do Azougue, 2012.
SPIRO, Annette. Paulo Mendes da Rocha: bauten und projekte. Zürich: Niggli, 2002.
TELLES, Sophia da Silva. Museu da Escultura. Revista AU, São Paulo, n. 32, p. 44-51, out./nov. 1990.
VILLAC, Maria Isabel. Museu dos Coches em Lisboa, de Paulo Mendes da Rocha, MMBB Arquitetos
e Bak Gordon Arquitectos. Vitruvius Drops 101.06, ano 16, fev. 16. Disponível em: www.vitruvius.com.br/revistas/read/drops/17.101/5960>. Acesso em: 30/11/2017.
________. La construcción de la mirada. Naturaleza, ciudad y discurso em la arquitectura de Paulo
Mendes da Rocha. 2002. Tese (Doutorado em Teoria e História de la Arquitectura), Universitat
Politècnica de Catalunya, Barcelona.
WAISMAN, Marina. O interior da história: historiografia arquitetônica para uso de latino-americanos.
São Paulo: Perspectiva, 2013.
WRIGHT, Herbert. Stand(ing) and deliver(ed). Blueprint, Londres, n. 333, p. 56-72, mar./abr. 2014.
Publicado
2019-06-30
Como Citar
Giroto, I. (2019). Discursos transatlânticos: diálogos entre o Cais das Artes e o Museu dos Coches, de Paulo Mendes da Rocha. Risco Revista De Pesquisa Em Arquitetura E Urbanismo (Online), 17(1), 106-125. https://doi.org/10.11606/issn.1984-4506.v17i1p106-125
Seção
Artigos e Ensaios