Dispersão urbana: degradação e produção da natureza em um contexto de globalização e financeirização

Autores

  • Oséias Teixeira da Silva

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1984-4506.v18i2p65-79

Palavras-chave:

Dispersão urbana, Financeirização, Degradação da natureza, Produção da natureza

Resumo

A intensificação do processo de globalização implica em um momento de ruptura no padrão de
produção dos espaços urbanos, que resultam em formas de produção do tecido urbano de maneira
crescentemente dispersa. Essa nova lógica de produção do espaço urbano está diretamente a
estratégias de atuação do capital financeiro. Uma das consequências desse processo de dispersão
é tanto uma acentuada degradação da natureza quanto a produção de uma segunda natureza. O
presente trabalho visa discutir os paradoxos desse processo de dispersão que ao mesmo tempo se
dá utilizando um discurso de reencontro com a natureza ao mesmo tempo que a devasta e a recria
como dócil simulacro.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2020-09-01

Como Citar

da Silva, O. T. (2020). Dispersão urbana: degradação e produção da natureza em um contexto de globalização e financeirização. Risco - Revista De Pesquisa Em Arquitetura E Urbanismo, 18(2), 65-79. https://doi.org/10.11606/issn.1984-4506.v18i2p65-79