Uma carta (quase) americana: o diário de bordo de Sartre

  • Adson Cristiano Bozzi Ramatis Lima Universidade Estadual de Maringá. Departamento de Arquitetura e Urbanismo
Palavras-chave: Jean-Paul Sartre, Estados Unidos da América, Narrativas de viagem

Resumo

No ano de 1946 o filósofo francês Jean-Paul Sartre empreendeu uma segunda viagem aos Estados Unidos da América. Como fruto literário desse percurso tivemos a redação dos seguintes ensaios: Individualisme et conformisme aux Etats-Unis, Villes d’Amérique, New York ville coloniale e U.S.A Présentation. O objetivo desse artigo é analisar uma carta endereçada a Simone de Beauvoir, escrita no cargueiro militar que o conduziu ao país norte-americano, na qual ele narra o longo trajeto em alto mar. Acreditamos que a análise dessa missiva pode levar a um melhor esclarecimento dos já citados ensaios, que possuem um caráter bastante pessoal.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Adson Cristiano Bozzi Ramatis Lima, Universidade Estadual de Maringá. Departamento de Arquitetura e Urbanismo

Arquiteto e urbanista, professor adjunto do Departamento de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Estadual de Maringá (UEM)

Publicado
2013-07-17
Como Citar
Lima, A. (2013). Uma carta (quase) americana: o diário de bordo de Sartre. Risco Revista De Pesquisa Em Arquitetura E Urbanismo (Online), (17), 75-80. https://doi.org/10.11606/issn.1984-4506.v0i17p75-80
Seção
Artigos e Ensaios