Comunicação não-verbal: reflexões acerca da linguagem corporal

Autores

  • Lúcia Marta Giunta da Silva Hospital Israelita Albert Einstein; Faculdade de Enfermagem
  • Virginia Visconde Brasil Universidade Federal de Goiás; Faculdade de Enfermagem
  • Heloísa Cristina Quatrini Carvalho Passos Guimarães Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia
  • Beatriz Helena Ramos de Almeida Savonitti Hospital Israelita Albert Einstein; Faculdade de Enfermagem
  • Maria Júlia Paes da Silva Universidade de São Paulo; Escola de Enfermagem

DOI:

https://doi.org/10.1590/S0104-11692000000400008

Palavras-chave:

comunicação não-verbal, linguagem corporal, enfermagem, cinésica

Resumo

Buscamos com este estudo refletir sobre a importância da linguagem corporal, através da identificação do que um grupo de enfermeiras pós-graduandas, sabiam sobre o assunto. Analisamos o conteúdo dos relatos de onde emergiram cinco categorias: conceito, função, importância, significado e formas de manifestação da linguagem corporal. A linguagem corporal foi valorizada pelo grupo como uma forma complexa de interação interpessoal da qual temos pouca consciência, ocorrendo por vezes à margem do nosso controle. Tem por função expressar sentimentos, emoções e transmitir mensagens, cujos significados são influenciados pelo contexto. O conhecimento da linguagem corporal amplia nossa percepção profissional e é mais um instrumento para melhorar a qualidade da assistência de enfermagem.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2000-08-01

Como Citar

Silva, L. M. G. da, Brasil, V. V., Guimarães, H. C. Q. C. P., Savonitti, B. H. R. de A., & Silva, M. J. P. da. (2000). Comunicação não-verbal: reflexões acerca da linguagem corporal. Revista Latino-Americana De Enfermagem, 8(4), 52-58. https://doi.org/10.1590/S0104-11692000000400008

Edição

Seção

Artigos Originais