Reconstrução de fratura panfacial cominuta

relato de caso

  • Larissa Rodrigues Santiago Universidade Federal de Uberlândia. Faculdade de Odontologia. Departamento de Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial e Implantodontia https://orcid.org/0000-0002-4643-7502
  • Cristóvão Marcondes de Castro Rodrigues Universidade Federal de Uberlândia. Faculdade de Odontologia. Departamento de Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial e Implantodontia https://orcid.org/0000-0002-0590-9075
  • Daniela Meneses Santos Universidade Federal de Uberlândia. Faculdade de Odontologia. Departamento de Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial e Implantodontia https://orcid.org/0000-0002-8898-9508
  • Jonas Dantas Batista Universidade Federal de Uberlândia. Faculdade de Odontologia. Departamento de Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial e Implantodontia https://orcid.org/0000-0001-5649-6883
  • Lair Mambrini Furtado Universidade Federal de Uberlândia. Faculdade de Odontologia. Departamento de Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial e Implantodontia https://orcid.org/0000-0002-6418-4932
  • Flaviana Soares Rocha Universidade Federal de Uberlândia. Faculdade de Odontologia. Departamento de Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial e Implantodontia https://orcid.org/0000-0002-6759-2229
Palavras-chave: Fixação Interna de Fraturas, Traumatismos Faciais, Mandíbula, Osso Zigomático, Ossos Faciais

Resumo

Modelo de estudo: Relato de Caso. Importância do problema: As fraturas panfaciais recebem essa denominação quando os terços faciais apresentam fraturas concomitantes. Com frequência, essas lesões estão relacionadas a danos importantes aos tecidos moles, cominuição e perda de segmentos ósseos e/ou dentários, que podem gerar má oclusão e graves deformidades faciais, visto que etiologia de tal condição se deve à acidentes de alta dissipação de energia. O tratamento das fraturas panfaciais com o uso de fixação interna rígida permite restaurar as funções mastigatórias, bem como os contornos faciais. Comentários: O objetivo desse trabalho é relatar a reconstrução de uma fratura panfacial, envolvendo a mandíbula e com elevado grau de cominuição do complexo zigomático orbitário e do arco zigomático, em uma paciente do sexo feminino, em que acesso hemicoronal e retromandibular foram escolhidos para reconstrução e reestruturação do complexo facial. Conclusão: O correto manejo das fraturas panfaciais, é um dos grandes desafios do cirurgião buco maxilo facial, visto o nível de dificuldade para reestabelecer de maneira satisfatória as condições estéticas e funcionais existentes previamente ao trauma. Diferentes sequências de tratamento vêm sendo propostas, podendo ser utilizadas com sucesso após análise adequada do caso clínico e correta indicação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Usha A, Smita S, Fawaz B, Srivalli N. Panfacial Trauma - A Case Report. International Journal of Dental Clinics 2010:2 (2): 35-38.

Sawhney CP, Ahuja RB. Facio maxillary fractures in North India: a statistical analysis and review of mana¬gement. Br J Oral Maxillo fac Surg 1998;26(5):430-434.

Bernabé FBR, Müller PR, Costa DJ, Rebellato NLB, Klüppel LE. Tratamento de fratura do terço médio da face: relato de caso. Revista Dens. 2009;17(2):40.

Abreu RAM, Genghini EB, Faria JCM. Fraturas crânio-maxilo-faciais associadas a outras lesões no paciente politraumatizado. Ver Bras Cir Cranio maxilofac. 2010;13(3):156-60.

Vidal MIJ, Garcia JJG, Gabilondo FJZ. Organización em el tratamento del traumatismo panfacial y de las fracturas complejas del tercio médio. Cir Plást Ibero latino am 2009;35(1):43-54.

Clauser L, Galiè M, Mandrioli S, Sarti E. Severe panfacial fracture with facial explosion: integrated and multistaged reconstructive procedures. J Cranio fac Surg. 2003; 14 (6): 893-8.

Melo MFS, Zanettini LMS, Lukschal LF, Silveira RL, Amaral MBF. Correção de fratura fronto-naso-órbito-etmoidal: passos cirúrgicos para resultado estético. Rev. Cir. Traumatol. Buco-Maxilo-Fac., Camaragibe v.15, n.1, p. 33-40, jan./mar. 2015

Choi JW, Kim MJ. Treatment of panfacial fractures and analysis of three-dimensional results: the first occlusion approach. J Craniofac Surg . 2019 Jun; 30 (4): 1255-1258.

Yun S, Na Y. Panfacial bone fracture: cephalic to caudal. Arch Craniofac Surg. 2018 Mar; 19 (1): 1-2.

Kassel EE, Noyek AM, Cooper PW. CT in facial trauma. J Otolaryngol 1983; 12:2–15.

Ele D, Zhang Y, Ellis E. Fraturas Panfaciais: Análise de 33 Casos Tratados Tarde. Revista de Cirurgia Bucomaxilofacial, Volume 65, Número 12, 2459 – 2465.

Curtis W, Horswell BB. Panfacial fractures: an approach to management. Oral Maxillofac Surg Clin North Am. 2013 Nov;25(4):649-60.

Kelly KJ. Soft-tissue injury of the face. Operative Techniques in Plastica nd Reconstructive Surgery 1998;5(3):246-56.10.

Carr RM, Mathog RH. Reparo precoce e tardio de fraturas complexas orbitozigomáticas Revista de Cirurgia Bucomaxilofacial, Volume 55, Número 3, 253 – 258 – 1997.

Gruss JS, Phillips JH. Complex facial trauma: the evolving role of rigid fixation and immediate bone graft reconstruction. Clin Plast Surg. 1989;16:93–104.

Kelly KJ, Manson PN, Vander Kolk CA, Markowitz BL, Dunham CM, Rumley TO, et al. Sequencing LeFort fracture treatment (Organization of treatment for a panfacial fracture). J Craniofac Surg. 1990;1(4):168-78.

Rodrigues WC, de Melo WM, de Almeida RS, Pardo-Kaba SC, Sonoda CK, Shinohara EH. Submental Intubation in Cases of Panfacial Fractures: A Retrospective Study. Anesth Prog. Fall 2017;64(3):153-161.

Meyer C, Valfrey J, Kjartansdottir T, Wilk A, Barrière P. Indication for and technical refinements of submental intubation in oral and maxillofacial surgery. J Cranio maxillo fac Surg. 2003;31(6):383-8.

Publicado
2020-08-07
Como Citar
1.
Santiago LR, Rodrigues CM de C, Santos DM, Batista JD, Furtado LM, Rocha FS. Reconstrução de fratura panfacial cominuta. Medicina (Ribeirao Preto Online) [Internet]. 7ago.2020 [citado 23set.2020];53(2):183-8. Available from: http://www.revistas.usp.br/rmrp/article/view/156827
Seção
Relato de Caso
Bookmark and Share