Hematúria levando ao diagnóstico de duas condições singulares na prática clínica - síndrome de quebra-nozes e traço falcêmico

um relato de caso

Palavras-chave: Hematúria, Síndrome do Quebra-Nozes, Traço Falciforme

Resumo

A hematúria é definida como o achado de mais que duas hemácias por campo de aumento na análise microscópica de urina coletada por jato médio. Na sua forma macroscópica, caracteriza-se por sua coloração típica (avermelhada ou marrom), acompanhada pela presença de mais de 106 hemácias/ml na sedimentoscopia.  É uma condição que necessita de investigação da causa e apresenta-se com prevalência incerta e definição às vezes imprecisa, mas com vasto diagnóstico diferencial. Dentre as possíveis causas, encontramos a presença do traço falciforme, aparentemente subdiagnosticado, e a síndrome de quebra-nozes, possibilidade mais rara. No caso relatado a seguir, foram diagnosticadas simultaneamente as duas causas acima citadas, descobertas após a investigação do primeiro episódio de hematúria macroscópica em uma mulher jovem previamente hígida. Com o objetivo de chamar a atenção para a concomitância de duas possíveis e incomuns causas de hematúria numa mesma paciente, relatamos o caso a seguir.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Abreu PF, Requião-Moura LR, Sesso R. Avaliação diagnóstica de hematúria. J Bras Nefrol. 2007; 29:158-63.

Richards KA, Ruiz VL, Murphy DR, Downs TM, Abel EJ, Jarrard DF et al. Diagnostic evaluation of patients presenting with hematuria: an electronic health record-based study. Urol Oncol. 2018; 36:e19–88.

Nørgaard M, Veres K, Ording AG, Djurhuus JC, Jensen JB, Sørensen HT. Evaluation of Hospital-Based Hematuria Diagnosis and Subsequent Cancer Risk Among Adults in Denmark. JAMA Netw Open. 2018; 1(7):e184909.

Tan WS, Feber A, Sarpong R, Khetrapal P, Rodney S, Jalil R et al. Who Should Be Investigated for Haematuria? Results of a Contemporary Prospective Observational Study of 3556 Patients. Eur Urol.2018; 74:10-14.

Marques GL, Carvalho JG, Nascimento MM, Marks SG, Olbertz LG. Nutcracker syndrome as a cause of recurrent hematuria in a young woman: a case report. J Bras Nefrol. 2012; 34:195-8.

Macedo GL, Santos MA, Sarris AB, Gomes RZ. Diagnóstico e tratamento da síndrome de quebra-nozes (nutcracker): revisão dos últimos 10 anos. J. vasc. bras. 2018; 17(3): 220-228.

Ananthan K, Onida S, Davies AH. Nutcracker syndrome: an update on current diagnostic criteria and management guidelines. Eur J Vasc Endovasc Surg. 2017; 53:886–894.

Zhang H, Zhang N, Li M, et al. Treatment of six cases of left renal nutcracker phenomenon: surgery and endografting. Chin Med J (Engl) 2003;116:1782-4.

Key NS, Derebail VK. Sickle-cell trait: novel clinical significance. Hematology Am Soc Hematol Educ Program. 2010; 2010:418–422.

Lervolino LG, Baldin PE, Picado SM, Calil KB, Viel AA, Campos LA. Prevalence of sickle cell disease and sickle cell trait in national neonatal screening studies. Rev. Bras. Hematol. Hemoter. 2011; 33, 49–54.

Silva WS, de Oliveira RF, Ribeiro SB, da Silva IB, de Araújo EM, Baptista AF. Screening for structural hemoglobin variants in Bahia, Brazil. Int J Environ Res Publ Health. 2016; 13:225.

Kiryluk K, Jadoon A, Gupta M, Radhakrishnan J. Sickle celltrait and gross hematuria. Kidney Int. 2007; 71(7):706–710.

Joncour AL, Mesnard L, Hertig A, Robert T. Red urine, updated for the nephrologist: a case report. BMC Nephrology. 2018; 19:133.

Ahmad A, McElwee SK, Kraemer RR. Nutcracker syndrome and sickle cell trait: a perfect storm for hematuria. J Gen Intern Med. 2017; 32 (5): 585 – 588.

Publicado
2020-08-07
Como Citar
1.
Gomes OV, Rodrigues M de S, Santana LF e, Souza CEO, Damasceno LP, Vieira RV. Hematúria levando ao diagnóstico de duas condições singulares na prática clínica - síndrome de quebra-nozes e traço falcêmico. Medicina (Ribeirao Preto Online) [Internet]. 7ago.2020 [citado 23set.2020];53(2):189-93. Available from: http://www.revistas.usp.br/rmrp/article/view/162263
Seção
Relato de Caso
Bookmark and Share