Portal da USP Portal da USP Portal da USP

Características epidemiológicas e espaciais da hanseníase no Estado do Maranhão, Brasil, 2001-2012

Débora R.M. Barbosa, Manoel G. Almeida, Ariane G. dos Santos

Resumo


Introdução: o Brasil é o segundo país em prevalência de hanseníase no mundo, fato que retifica a assertiva de se tratar de importante problema de saúde em nosso meio, cabendo políticas públicas específicas de combate à enfermidade. Objetivo: descrever e analisar espacialmente o perfil dos casos de hanseníase notificados no Estado do Maranhão. Métodos: estudo epidemiológico quantitativo de abordagem descritiva, de série histórica, através de dados do Sistema de Vigilância Epidemiológico (SVE) referentes aos casos novos de hanseníase em residentes no Maranhão, entre 2001 e 2012. A análise se deu através de estatística descritiva, tendo sido utilizados os programas Tabwin 3.2 e Microssoft Excel 2007. Resultados: dos 54.719 casos novos registrados, a maior parte era do sexo masculino (56,69%), com idade entre 20 e 39 anos (35,17%), pardos (52,57%), com até 4 anos de estudo (43,33%). A forma clínica e classe operacional mais prevalentes foram a dimorfa e multibacilar, respectivamente, esta última mais frequente no sexo masculino. A maior prevalência foi encontrada em São Luís (13,65%) e o maior Coeficiente de Detecção foi registrado no município de Junco do Maranhão (23,27casos/10.000hab.). Conclusão: o estudo demonstrou mudanças significativas no perfil da doença no Estado no decorrer dos anos, com redução do número absoluto de casos em algumas regiões e padrões endêmicos ou hiperendêmicos em quase todo o Estado. O conhecimento das características espaciais da epidemiologia da doença possibilita a análise de suas peculiaridades e possíveis pontos de intervenção, potencializando reformas estruturantes com potencial de interferir no quadro epidemiológico da região.

Palavras-chave


Hanseníase/epidemiologia; Distribuição Espacial da População; Maranhão

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.11606/issn.2176-7262.v47i4p347-356

Métricas do Artigo

Carregando métricas...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




SCImago Journal & Country Rank