Portal da USP Portal da USP Portal da USP

Relação entre gordura corporal, número de passos e capacidade cardiorrespiratória de mulheres na pós-menopausa

Fabrício E. Rossi, Camila Buonani, Clara S. C. Rosa, Tiego A. Diniz, Diego G. D. Christofaro, Ismael F. Freitas Junior

Resumo


Modelo do estudo: Estudo Transversal. Objetivos: Verificar a relação entre gordura corporal, número de passos e capacidade cardiorrespiratória em mulheres na pós-menopausa. Métodos: 57 mulheres acima dos 50 anos foram divididas em quatro grupos de acordo com a mediana da faixa etária (< 60,8 ≥ 60,8 anos) e gordura corporal (<22,8 ≥ 33,2 Kg). Para estimativa da gordura corporal total, percentual de gordura e gordura de tronco, foi utilizado o DEXA. O teste de caminhada de seis minutos foi utilizado para analisar a capacidade cardiorrespiratória, e o número de passos por dia foi obtido por meio do acelerômetro tri-axial. Resultados: As mulheres jovens acumularam mais passos por dia (<60,8=7727,5 x ≥ 60,8=6173,2; p<0,014) e as mulheres mais jovens com menor gordura corporal foram as que acumularam mais passos/ dia (menor gordura = 8405 passos x alta gordura= 6118 passos; p<0,031), não diferindo nas mulheres com maior idade e maior gordura. Quanto à capacidade cardiorrespiratória, não houve diferença significativa entre os grupos. Todas as variáveis de gordura corporal apresentaram relação baixa e negativa com o número de passos no grupo mais jovem e com a capacidade cardiorrespiratória no grupo com idade mais avançada. Conclusão: A gordura corporal apresenta relação baixa e negativa com o número de passos e a capacidade cardiorrespiratória de mulheres na pós-menopausa, além disso, a idade parece influenciar nessa relação.


Palavras-chave


Obesidade; Acelerometria; Atividade Física; Pós-Menopausa

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.11606/issn.2176-7262.v47i4p387-393

Métricas do Artigo

Carregando métricas...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




SCImago Journal & Country Rank