Portal da USP Portal da USP Portal da USP

Tratamento cirúrgico da Incontinência Urinária de Esforço com o minisling OPHIRA – um estudo piloto

Joana Espagiari Marra, Guilherme P. Mendes, Rafael M. Moroni, Pedro S. Magnani, Heitor L. P. Rodrigues, Francisco Jose Candido dos Reis, Luiz Gustavo O. Brito

Resumo


Desenho do estudo: Transversal. Objetivos: Avaliar a eficácia do minisling Ophyra ™ em mulheres com incontinência urinária de esforço (IUE). Métodos: Estudo prospectivo, observacional, que abrangeu 13 pacientes que realizaram cirurgia de minisling entre 2010 e 2011. As seguintes variáveis foram analisadas: idade, taxa subjetiva de sucesso (cura e /ou melhora), complicações cirúrgicas imediatas e tardias. Os parâmetros de qualidade de vida (King’s Health Questionnaire - KHQ) foram analisados antes e depois de um ano de cirurgia. Resultados: Treze (3/13) por cento das mulheres recidivaram a IUE, com 87,5% de sucesso subjetivo depois de um ano de seguimento. Depois de 12 meses de seguimento, as mulheres foram consideradas subjetivamente curadas em todos os domínios dos questionários de qualidade de vida KHQ, exceto por relações pessoais e domínio de sono/energia. Quatro pacientes tiveram sintomas irritativos depois da cirurgia e duas pacientes com retenção urinária crônica. Conclusão: O minisling Ophira foi efetivo para melhorar a IUE e promover melhor qualidade de vida em mulheres com IUE. Maior amostragem é necessária para posteriormente comparar essas pacientes com mulheres que foram submetidas a técnicas retropúbicas clássicas.

Palavras-chave


Mini Sling; Incontinência Urinária de Esforço; Qualidade de Vida; Kings Health Questionnaire.

Texto completo:

PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.11606/issn.2176-7262.v47i4p394-398

Métricas do Artigo

Carregando métricas...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




SCImago Journal & Country Rank