Turismo na Terceira Idade sob a Ótica da Transformative Consumer Research

proposição de uma agenda de pesquisa

  • Renata Garanito de Abreu Universidade Federal do Rio de Janeiro
  • Letícia Moreira Casotti Universidade Federal do Rio de Janeiro
Palavras-chave: Turismo, Terceira idade, Envelhecimento, Idoso, Teoria Transformativa do Consumidor

Resumo

No curso da transição demográfica pela qual passa a população brasileira, o envelhecimento dá origem a problemas como depressão, solidão e sentimento de invalidez. Este ensaio apresenta informações que contribuem para discutir como a experiência do turismo pode dar origem ao bem-estar e melhor qualidade de vida aos grupos de consumidores da terceira idade de forma a minimizar impactos negativos do processo de envelhecimento. Defende-se aqui o uso da lente da Transformative Consumer Research (TCR) ou Teoria Transformativa do Consumidor. Essa abordagem do marketing propõe apoiar e divulgar estudos voltados à qualidade de vida e bem-estar dos consumidores e se apresenta como uma perspectiva importante para pesquisas que associem o turismo à terceira idade. Foi possível identificar lacunas teóricas e escassez de estudos que contemplem a perspectiva da TCR no contexto do turismo para esse crescente grupo da população. Uma agenda de pesquisa é proposta de forma a contribuir para estudos acadêmicos, para pesquisas de empresas e instituições que trabalham com o setor de serviços turísticos e também para fornecer informações que possam apoiar políticas públicas preocupadas com o progressivo envelhecimento da população.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Renata Garanito de Abreu, Universidade Federal do Rio de Janeiro

Doutoranda em Administração pelo Instituto Coppead de Pós-Graduação e Pesquisa em Administração da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Rio de Janeiro, RJ, Brasil.

Letícia Moreira Casotti, Universidade Federal do Rio de Janeiro
Doutora em Engenharia de Produção pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. Professora do curso de Administração do Instituto Coppead de Pós-Graduação e Pesquisa em Administração da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Rio de Janeiro, RJ, Brasil.

Referências

Almeida, T. G., & Casotti, L. M. (2015). Turismo voluntário e o bem-estar do consumidor na pesquisa transformativa do consumo. Revista Ciências Administrativas, 21(2), 531-5553. Recuperado de http://bit.ly/2HPcl67

Alves, A. M. (2014). Gerações em perspectivas: Os sentidos da sexualidade feminina na velhice e na vida adulta. In M. Goldenberg (Org.), Corpo, envelhecimento e felicidade (2ª ed., pp. 159-180). Rio de Janeiro, RJ: Civilização Brasileira.

Amaro, L. E. S., & Meira, P. R. S. (2006). O comportamento do consumidor idoso em centros urbanos: Caso de Porto Alegre. Anais do Encontro Nacional da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Administração, Salvador, BA, Brasil, 30. Recuperado de http://bit.ly/2HyvY3o

Andriotis, K., & Vaughan, R. D. (2003). Urban residents’ attitudes toward tourism development: The case of Crete. Journal of travel research, 42(2), 172-185. Recuperado de http://bit.ly/2JAdEJg

Anjos Neto, M. R., Souza Neto, A. F., & Gonçalves, J. C. S. (2002). Nível de contato e tecnologia: Um estudo sobre as atitudes do consumidor de terceira idade e a utilização dos equipamentos de auto-atendimento no setor bancário. Anais do Encontro Nacional da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Administração, Salvador, Bahia, Brasil, 26. Recuperado de http://bit.ly/2WpukJy

Araújo, C. M. S. (2000). Turismo para a terceira idade: Refletindo o futuro. Turismo-Visão e Ação, 3(7), 9-30. Recuperado de http://bit.ly/2X2qy66

Arnould, E. J., & Thompson, C. J. (2005). Consumer culture theory (CCT): Twenty years of research. Journal of consumer research, 31(4), 868-882. Recuperado de http://bit.ly/2JYXZ5L

Arnould, E. J., & Thompson, C. J. (2007). Consumer culture theory (and we really mean theoretics. In R.W. Belk, & J.F. Sherry (Ed.), Consumer culture theory (pp. 3-22). Bingley: Emerald.

Ascanio, A. (2010). El objeto del turismo ¿Una posible ciencia social de los viajes? Revista de turismo y patrimonio cultural, 8(4), 633-641. Recuperado de http://bit.ly/2M6WlSl

Ashton, S. G. M., Cabral, S., Santos, G. A., & Kroetz, J. (2015). A relação do turismo e da qualidade de vida no processo de envelhecimento. Revista Hospitalidade, 7(2), 547-566. Recuperado de http://bit.ly/2YOzWeb

Ateljevic, I. (2009). Transmodernity: Remaking our (tourism) world. In J. Tribe (Ed.), Philosophical issues in tourism (pp. 278-300). Bristol: Channel View.

Azize, R. L. (2014). A “evolução da saúde masculina”: A virilidade e fragilidade no marketing da disfunção erétil e da andropausa. In M. Goldenberg (Org.), Corpo, envelhecimento e felicidade (2ª ed., pp. 181-190). Rio de Janeiro, RJ: Civilização Brasileira.

Babinski, L. R., & Negrine, A. S. (2014). O turismo pelas lentes do idoso asilado: Um estudo no asilo Padre Cacique/Porto Alegre-RS. Revista Hospitalidade, 5(2), 84-97. Recuperado de http://bit.ly/2YNhTFg

Bacha, M. L., Perez, G., & Vianna, N. W. H. (2006). Terceira idade: Uma escala para medir atitudes em relação a lazer. Anais do Encontro Nacional da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Administração, Salvador, BA, Brasil, 30. Recuperado de http://bit.ly/2WlnQvo

Bacha, M. L., & Vianna, N. W. H. (2008). Entendendo as atitudes da terceira idade das classes A e B de São Paulo em relação ao turismo. Revista Turismo em Análise, 19(3), 370-387. Recuperado de http://bit.ly/2M4kh8Y

Barreto, M. (2004). Produção científica na área de turismo. In M. Moech, & S. Gastal (Org.), Um outro turismo é possível (pp. 83-88). São Paulo, SP: Contexto.

Beauvoir, S. (1990). A velhice. Rio de Janeiro, RJ: Nova Fronteira.

Boullón, R. C. (2002). Planejamento do espaço turístico. Bauru, SP: Edusc.

Bourdieu, P. (1983). A juventude é apenas uma palavra. In P. Bourdieu, Questões de sociologia (pp. 112-121). Rio de Janeiro, RJ: Marco Zero.

Carvalho, A. S., & Salles, M. R. R. (2013). Os tempos da viagem para os idosos. Revista Brasileira de Pesquisa em Turismo, 7(1), 3-13. Recuperado de http://bit.ly/2JA5PDB

Carvalho, F. C. C., & Silva, C. C. B. (2014). O turismo e a renda dos idosos: A experiência brasileira com o programa “Viaja Mais Melhor Idade”. Anais Brasileiros de Estudos Turísticos-ABET, 4(1), 25-34. Recuperado de http://bit.ly/2M6xI8s

Casotti, L. M., & Campos, R. (2014). Consumo da beleza e envelhecimento: Histórias de pesquisa e de tempo. In M. Goldenberg (Org.), Corpo, envelhecimento e felicidade (2ª ed., pp.109-132). Rio de Janeiro, RJ: Civilização Brasileira.

Castillo Nechar, M., & Panosso Netto, A. (2010). Epistemología del turismo: Estudios críticos. Cidade do México: Trillas.

Coelho, P. F. (2015). A pesquisa transformativa do consumidor: Reflexões e diretrizes para pesquisadores brasileiros. Revista Economia & Gestão, 15(40), 4-27. Recuperado de http://bit.ly/30OcIXo

Coelho, P. F. C., & Nascimento, J. S. (2015). Mulheres materialistas! Um estudo exploratório à luz da pesquisa transformativa do consumidor. Anais eletrônicos do Seminário de Administração, São Paulo, SP, Brasil, 18. Recuperado de http://bit.ly/2M201Vo

Cohen, S. A., Prayag, G., & Moital, M. (2014). Consumer behavior in tourism: Concepts, influences and opportunities. Current issues in Tourism, 17(10), 872-909. Recuperado de http://bit.ly/2wfiC5w

Debert, G. G. (2003). O velho na propaganda. Cadernos Pagu, (21), 133-155. Recuperado de http://bit.ly/2Hx6lzX

Debert, G. G. (2007). A antropologia e o estudo dos grupos e das categorias de idade. In M. M. L. Barros (Org.), Velhice ou terceira idade? Estudos antropológicos sobre identidade, memória e política (pp. 49-68). Rio de Janeiro, RJ: FGV.

Duarte, D. C., & Borda, G. Z. (2013). Acessibilidade e sustentabilidade: A experiência da hotelaria de Brasília. Revista Brasileira de Pesquisa em Turismo, 7(3), 365-383. Recuperado de http://bit.ly/2HxQ1Pn

Esperança, R., Cerchiari, E. A. N., Martins, P. C. S., Alvarenga, M.R.M., & Canevari, S. (2012). Passeios turísticos como estratégia de prevenção e recuperação da saúde mental em idosos. Turismo-Visão e Ação, 14(2), 184-195. Recuperado de http://bit.ly/2VJWIlx

European Commission, & DG Enterprise and Industry. (2010). Calypso Study: Final report. Recuperado de http://bit.ly/2Qit85v

Faria, M. D., & Casotti, L. M. (2014). Representações e estereótipos das pessoas com deficiência como consumidoras: O drama dos personagens com deficiência em telenovelas brasileiras. Organizações & Sociedade, 21(70), 387-404. Recuperado de http://bit.ly/2Wme4sO

Faria, M. D., Casotti, L. M., & Carvalho, J. L. F. (2015). A perspectiva transformativa na análise de significados de produtos de tecnologia assistiva. Revista Economia & Gestão, 15(40), 172-203. Recuperado de http://bit.ly/2JGAdfN

Faria, M. D., & Motta, P. C. (2012). Pessoas com deficiência visual: Barreiras para o lazer turístico. Revista Turismo em Análise, 23(3), 691-717. Recuperado de http://bit.ly/2JZMACT

Faria, M. D., & Silva, J. F. (2011). Composto para restaurantes: Atendendo consumidores com deficiência visual. Revista de Administração FACES Journal, 10(1), 11-32. Recuperado de http://bit.ly/2VGwrVb

Farias, S. A., & Santos, R. C. (1998). Atributos de satisfação nos serviços de hotelaria: Uma perspectiva no segmento da terceira idade. Anais do Encontro Nacional da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Administração, Foz do Iguaçu, PR, Brasil, 22. Recuperado de http://bit.ly/2HLGsvc

Gnoth, J. (1997). Tourism motivation and expectation formation. Annals of Tourism research, 24(2), 283-304. Recuperado de http://bit.ly/2JYikbv

Goldenberg, M. (2008). Coroas: Corpo, envelhecimento, casamento e infidelidade. Rio de Janeiro, RJ: Record.

Gonçalves-Dias, S. L. F. (2008). Consumo e meio ambiente: Um convite à pesquisa interdisciplinar. In Anais do Encontro Nacional da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Administração, Curitiba, PR, Brasil, 32.

Goossens, C. (2000). Tourism information and pleasure motivation. Annals of tourism research, 27(2), 301-321. Recuperado de http://bit.ly/2M6Bbnh

Grier, S., & Moore, E. (2012). Tackling the childhood obesity epidemic. In D.G. Mick et al. (Org.), Transformative consumer research for personal and collective well-being: Reviews and frontiers (pp. 303-332). New York, NY: Routledge.

Herédia, V. (2002). A velhice inusitada. In D. G. Souza (Org.), Amor scientiae: Festschrift em homenagem a Reinholdo Aloysio Ullmann (pp. 681-690). Porto Alegre, RS: PUC-RS.

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. (2015). Mudança demográfica no Brasil no início do século XXI: Subsídios para as projeções da população (Estudos & Análises, n. 3). Brasília, DF: IBGE. Recuperado de http://bit.ly/2VGh6nq

Jafari, J. (2005). Tourism research: Revamping old challenges for integrative paradigms. Anais do Congreso Nacional y I Internacional de investigación turística. Guadalajara, México, 7.

Jafari, J., & Ritchie, J. B. (1981). Toward a framework for tourism education: Problems and prospects. Annals of tourism research, 8(1), 13-34. Recuperado de http://bit.ly/2W0e2aC

Kelly, L. T. S., Ribas, J. R., & Costa, I. S. A. (2010). Atividades física, educativa e de dança: um estudo dos valores dos consumidores idosos. Anais do Encontro Nacional da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Administração, Rio de Janeiro, RJ, Brasil, 34.

Ladeira, R., Guedes, E. M., & Bruni, A. L. (2003). Um estudo do comportamento do consumidor soteropolitano de terceira idade em relação ao entretenimento e lazer com ênfase no turismo. Anais do Encontro Nacional da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Administração, Atibaia, SP, Brasil, 27. Recuperado de http://bit.ly/2X3EsF1

Lehmann, D., & Hill, R. (2012) Epilogue: Sugestions for the future. In D.G. Mick et al. (Ed.), Transformative consumer research for personal and collective wellbeing: Reviews and frontiers (pp. 681-688). New York, NY: Routledge.

Lima, L. M. G., & Simson, O. R. M. (2010). Turismo e idosos: O patrimônio imaterial como fator de atração para o turismo cultural no espaço rural. Revista Turismo em Análise, 21(3), 517-538. Recuperado de http://bit.ly/2VQ7qac

Limoeiro, B. C. (2016). O envelhecimento e as mudanças no corpo: Novas preocupações e velhas angústias. In M. Goldenberg (Org.), Velho é lindo (pp. 39-78). Rio de Janeiro, RJ: Civilização Brasileira.

Lobato, M. G. S. (2016). Corpo, envelhecimento e sociabilidade no bairro de Copacabana. In M. Goldenberg (Org.), Velho é lindo (pp. 191-218). Rio de Janeiro, RJ: Civilização Brasileira.

Locatelli, P. A. P. C., & Fontoura, D. S. (2013). Envelhecimento populacional e os estudos em administração. Gestão e Sociedade, 7(17), 273-300. Recuperado de http://bit.ly/2Hy6gvM

Lohmann, G., & Panosso Netto A. (2012). Teoria do turismo: Modelos, conceitos e sistemas. (2ª ed., ampl. e atual.). São Paulo, SP: Aleph.

Loureiro, J. G. G., Amorim Neto, A. A., Anjos Neto, M. R., Silva, P. G., & Santana S. A. (2003). Boca a boca negativo, boatos e lendas urbanas: Uma investigação das comunicações verbais negativas entre consumidores idosos. Anais do Encontro Nacional da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Administração, Atibaia, SP, Brasil, 27. Recuperado de http://bit.ly/2Wlt1vk

MacInnis, D. J., & Folkes, V. S. (2009). The disciplinary status of consumer behavior: A sociology of science perspective on key controversies. Journal of Consumer Research, 36(6), 899-914. Recuperado de http://bit.ly/2JBk5vX

Maggie, Y. (2014). A cor e os corpos jovens e velhos. In M. Goldenberg (Org.), Corpo, envelhecimento e felicidade (2ª ed, pp. 231-244). Rio de Janeiro, RJ: Civilização Brasileira.

Mattar, M. F. (2005). O comportamento do consumidor brasileiro da terceira idade para o mercado de residenciais especializados. Anais eletrônicos Seminários em Administração, São Paulo, SP, Brasil, 8.

Mattila, A. S. (2004). Consumer behavior research in hospitality and tourism journals. International Journal of Hospitality Management, 23(5), 449-457. Recuperado de http://bit.ly/30EeD0l

Mertens, D. M. (2007). Transformative paradigm: Mixed methods and social justice. Journal of mixed methods research, 1(3), 212-225. Recuperado de http://bit.ly/2EurHfp

Mick, D. G. (2006). Meaning and mattering through transformative consumer research. Advances in Consumer Research, 33(1), 1-4. Recuperado de http://bit.ly/2HPdsCK

Mick, D. G., Pettigrew, S., Pechmann, C., & Ozanne, J. L. (2012). Origins, qualities, and envisionments of transformative consumer research. In Mick, D. G., Pettigrew, S., Pechmann, C., & Ozanne, J. L. (Eds.), Transformative consumer research for personal and collective well-being: Reviews and frontiers (pp. 31-52). New York, NY: Routledge.

Moschis, G. P. (2003). Marketing to older adults: An updated overview of present knowledge and practice. Journal of Consumer Marketing, 20(6), 516-525. Recuperado de http://bit.ly/2W21hN1

Moschis, G., Curasi, C. F., & Bellenger, D. (2003). Restaurant-selection preferences of mature consumers. Cornell Hotel and Restaurant Administration Quarterly, 44(4), 51-60. Recuperado de http://bit.ly/2wgcDxr

Motta, G. S., & Lima, M. C. (2007). Indicações para a gestão da qualidade em serviços turísticos para consumidores da terceira idade: Uma análise qualitativa com a interface Panteon. Caderno Virtual de Turismo, 7(1), 52-62. Recuperado de http://bit.ly/2W0dr96

Moura, A. C., Gosling, M. S., Christino, J. M. M., & Macedo, S. B. (2017). Aceitação e uso da tecnologia para escolha de destinos turísticos por pessoas da terceira idade: Um estudo usando a UTAUT2. Revista Brasileira de Pesquisa em Turismo, 11(2), 239-269. Recuperado de http://bit.ly/2woYy0Z

Nascimento, F. S., & Santos, A. C. C. (2016). Os fatores motivacionais na prática da atividade turística na terceira idade: Um estudo a partir de um centro de convivência de idosos na cidade de Manaus. Revista de Turismo Contemporâneo, 4(1), 1-22. Recuperado de http://bit.ly/2VNc4pc

Neves, D. F. (2016) Mulheres de cabelos brancos: Reflexões sobre desvio e padrões de feminilidade. In M. Goldenberg (Org.), Velho é lindo (pp. 39-78). Rio de Janeiro, RJ: Civilização Brasileira.

Ozanne, J. L., & Fischer, E. (2012). Sensitizing principles and practices central to social change methodologies. In D.G. Mick et al. (Org.), Transformative consumer research for personal and collective well-being: Reviews and frontiers (pp. 89-106). New York, NY: Routledge.

Panosso Netto, A. (2011). Filosofia do turismo: Teoria e epistemologia. São Paulo, SP: Aleph.

Pechmann, C., Biglan, A., Grube, J. W., & Cody, C. (2012). Transformative consumer research for addressing tobacco and alcohol consumption. In D. G. Mick et al. (Org.), Transformative consumer research for personal and collective well-being: Reviews and frontiers (pp. 353-389). New York, NY: Routledge.

Peixoto, C. (2007). Entre o estigma e a compaixão e os termos classificatórios: Velho, velhote, idoso, terceira idade. In M. M. L. Barros (Org.), Velhice ou terceira Idade? Estudos antropológicos sobre identidade, memória e política (pp. 69-84). Rio de Janeiro, RJ: FGV.

Peniamina, R., Bremer, P., Conner, T. S., & Mirosa, M. (2014). The food allergy journey: Understanding the lived experiences of food-allergic consumers as a pathway towards improving their wellbeing. Journal of Research for Consumers, 25, 20-52. Recuperado de http://bit.ly/2X3Sk1V

Pernecky, T., & Jamal, T. (2010). (Hermeneutic) phenomenology in tourism studies. Annals of Tourism Research, 37(4), 1055-1075. Recuperado de http://bit.ly/2HzdnUV

Petkus, E. (2010). Incorporating transformative consumer research into the consumer behavior course experience. Journal of Marketing Education, 32(3), 292-299. Recuperado de http://bit.ly/2W0efdS

Phillimore, J., & Goodson, L. (2004). Qualitative research in tourism: Ontologies, epistemologies and methodologies. Londres, UK: Routledge.

Pinto, M. R., Batinga, G. L., Ássimos, B. M., & Almeida, G. T. (2016). Transformative consumer research (TCR): Reflexões, diretrizes e uma análise do campo no Brasil. Revista Interdisciplinar de Marketing, 6(2), 54-66. Recuperado de http://bit.ly/2K7WpPl

Quillinan, L. (2016). Coroas piriguetes: Uma análise sobre envelhecimento, gênero e sexualidade. In M. Goldenberg (Org.), Velho é lindo (pp. 133-162). Rio de Janeiro, RJ: Civilização Brasileira.

Rejowski, M. (2000). Turismo e pesquisa científica: Pensamento internacional x situação brasileira (4ª ed.). Campinas, SP: Papirus.

Santos, C. A., & Yan, G. (2010). Genealogical tourism: A phenomenological examination. Journal of Travel Research, 49(1), 56-67. Recuperado de http://bit.ly/2HSedLi

Schein, M., Perin, M. G., Sampaio, C. H., & Ugalde, M. M. (2009). O comportamento da compra de serviços de turismo na terceira idade. Turismo-Visão e Ação, 11(3), 341-357. Recuperado de http://bit.ly/2Eq0TwQ

Sena, M. F. A., & Guzman, S. J. M. (2008). Perspectiva do turismo de lazer para a terceira idade no lugar Ponta da Tulha – Ilhéus – Bahia. Caderno Virtual de Turismo, 8(1), 40-49. Recuperado de http://bit.ly/2QlxMj5

Senfft, M. D. (2004). Lazer saudável na terceira idade. Caderno virtual de turismo, 4(4), 69-78. Recuperado de http://bit.ly/30E9xBr

Sibilia, P. (2014). A moral da pele lisa e a censura midiática da velhice: O corpo velho como uma imagem com falhas. In M. Goldenberg (Org.), Corpo, envelhecimento e felicidade (2ª ed., pp. 84-108). Rio de Janeiro, RJ: Civilização Brasileira.

Slongo, L. A., Albrecht, C. F., Lavouras, D. F., Esteves, P. S., & Barcelos, R. H. (2009). A moda para a consumidora da terceira idade. Anais do Encontro Nacional da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Administração, São Paulo, SP, Brasil, 35. Recuperado de http://bit.ly/2VGPS00

Solomon, M. R. (2011). O comportamento do consumidor: Comprando, possuindo e sendo (9ª ed.). Porto Alegre, RS: Bookman.

Szmigin, I., & Carrigan, M. (2001). Learning to love the older consumer. Journal of Consumer Behaviour: An International Research Review, 1(1), 22-34. Recuperado de http://bit.ly/30BTALX

Tomsic, V. (2016). Internet, sexo e velhice. In M. Goldenberg (Org.), Velho é lindo (pp. 163-190). Rio de Janeiro, RJ: Civilização Brasileira.

Ugalde, M. M., & Slongo, L. A. (2006). As emoções e o processo decisório de compra de imóveis por consumidores da terceira idade. Anais do Encontro Nacional da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Administração, Salvador, BA, Brasil, 30. Recuperado de http://bit.ly/2YH5EtJ

United Nations (UN). (2007). World economic and social survey 2007: Development in an Ageing World. New York, NY: United Nations.

United Nations (UN). (2015). World population prospects: The 2015 revision. Department of Economic and Social Affairs, Population Division. New York, NY: United Nations.

World Health Organization. (2005). Envelhecimento ativo: Uma política de saúde. Brasília, DF: Organização Pan-Americana da Saúde.

Publicado
2019-06-04
Como Citar
Abreu, R., & Casotti, L. (2019). Turismo na Terceira Idade sob a Ótica da Transformative Consumer Research. Revista Turismo Em Análise, 29(2), 255-272. https://doi.org/10.11606/issn.1984-4867.v29i2p255-272
Seção
Artigos e Ensaios