Foco e Escopo

A REVISTA DE TERAPIA OCUPACIONAL DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO é um periódico quadrimestral do Departamento de Fisioterapia, Fonoaudiologia e Terapia Ocupacional da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. Publica, prioritariamente, trabalhos originais e inéditos que tragam contribuições para o campo da Terapia Ocupacional e áreas afins.

Os trabalhos apresentados devem respeitar os critérios da ética em pesquisa com seres humanos sendo obrigatório que os autores explicitem, no corpo do trabalho, se houve aprovação do Comitê de Ética da instituição onde o estudo foi realizado. Quando se tratar de pesquisa financiada os autores devem indicar a instituição financiadora e se há conflito de interesse.

A publicação do trabalho implica a cessão integral dos direitos autorais à Revista de Terapia Ocupacional da USP. Não é permitida a reprodução parcial ou total de artigos e matérias publicadas, sem a prévia autorização dos editores. Todos os trabalhos submetidos à publicação deverão ser acompanhados pela declaração de transferência dos direitos autorais

Os textos são de responsabilidade dos autores, não coincidindo, necessariamente, com o ponto de vista dos editores e do Conselho Editorial da revista. Os editores reservam-se o direito de efetuar alterações ou cortes nos trabalhos recebidos para adequá-los às normas da revista, respeitando o estilo e os conteúdos do autor.

A Revista adota o sistema Turnitin para identificação de plagiarismo.

A Revista aceita contribuições para as seguintes seções:

1. Artigos Originais: Destina-se a divulgação de resultados de pesquisa inédita de natureza empírica, experimental ou conceitual.

2. Artigo teórico: Destina-se a apresentar textos analíticos resultantes de pesquisas originais teóricas voltadas para análises e avaliações de tendências teórico-metodológicas e conceituais da área ou das subáreas ou de campo referente a temas de interesse apra revista.

3. Relatos sobre projetos e experiências: destina-se a descrição e discussão de projetos efetivamente realizados, referidos as ações desenvolvidas junto a instituições, comunidades e/ou sujeitos e que apresentem algum aspecto original para os campos da assistência, da reabilitação psicossocial, da promoção da saúde, da promoção social ou da intervenção sóciocultural e/ou artística. Inclui a apresentação de relatos de casos, formas inovadoras de avaliação e tratamento e/ou experiências de caráter didático assistencial.

4. Estudo de caso: Inclui a apresentação de relatos, contextualizados, de casos individuais ou grupais. Deve contemplar a descrição dos procedimentos, das estratégias de intervenção, processo, resultados e/ou avaliação que possam trazer contribuições para o aprimoramento técnico e teórico do campo assistencial e/ou do ensino.

5. Artigo de Atualização: Destina-se a apresentar descrições e avaliações baseadas na literatura recente sobre a situação global em que se encontra determinado assunto investigativo.

6. Ponto de Vista: Destina-se a divulgação de avanços em temas de interesse e a discussão e análise crítica de temas controversos de relevância prática das diversas áreas.

7. Revisão de literatura:   Serão aceitos, á critério dos editores, textos que visem apresentar síntese de resultados de estudos originais, com o objetivo de responder à questões relevantes e específicas. Serão aceitas apenas Revisões de tipo Sistemática,  Integrativa e Narrativa/crítica, que contemplem  descrição detalhada do desenho do estudo,  metodologia, objetivos e questões norteadoras, matriz de síntese adequada  e demais elementos necessários a um estudo de revisão.

 

A Revista de Terapia Ocupacional da USP não aceita submissão de artigo fracionado em partes para publicação sequencial.

Processo de Avaliação pelos Pares

As contribuições enviadas pelos autores são submetidas à revisão por pares, de acordo com os critérios definidos pelo Conselho Editorial. As modificações sugeridas pelos relatores serão encaminhadas ao(s) autor(es).Cada artigo é submetido a 2 revisores. Em caso de divergência de pareceres, o texto será encaminhado a um terceiro revisor, para arbitragem. A decisão final sobre o mérito do trabalho é de responsabilidade dos editores.

Para orientar o trabalho dos autores divulgamos o Roteiro utilizado na Revisão: 

Conteúdo e procedimentos metodológicos

1.O trabalho contém apresentação,  introdução ou justificativa que situe adequadamente o leitor em relação ao tema desenvolvido? Apresenta sua vinculação, motivação e/ou interesse acadêmico? 

2. Apresenta claramente definidos a pergunta e/ou problema da investigação ( e/ou relato de experiência) e seus objetivos gerais e específicos?

3. Apresenta adequadamente os procedimentos utilizados?

4. O estudo respeita as normas da ética da pesquisa com seres humanos e a resolução do CNS Nº 466, DE 12 DE DEZEMBRO DE 2012? Apresenta protocolo de aprovação por Comitê de Ética?

5.Os procedimentos para obtenção do consentimento dos sujeitos e/ou instituições envolvidas foram citados?

6. A estrutura global do trabalho e os recursos teóricos e metodológicos utilizados em sua construção são adequados? O desenho e metodologia do estudo estão claramente descritos?

7. Classifica o tipo de pesquisa e/ou estudo?

8. Identifica a filiação institucional, o local e o período de realização da pesquisa e/ou estudo?

9. O contexto de realização do trabalho foi claramente descrito?

10. Os critérios de escolha dos sujeitos/serviços/instituições e ou documentos estudados são apresentados?

11. Os dados coletados por meio de observações, entrevistas, grupos focais, análise documental, etc, são acessíveis para consulta e foram apresentados nas referências?

12. As estratégias utilizadas para a organização e análise dos dados foi  claramente definida e descrita?

13. Apresenta com clareza as conclusões, discussões e/ou contribuições decorrentes do trabalho?

14. Os conceitos, categorias e/ou temas principais estão definidos explicitamente no interior do trabalho e sustentados pela bibliografia apresentada?

15. Os dados apresentados são adequadamente explorados?

16. Existe coerência entre os procedimentos utilizados, os dados apresentados e as conclusões do trabalho?

17. As conclusões estão fundamentadas nos dados obtidos e apresentados pelo estudo?

18. As conclusões estão relacionadas aos trabalhos anteriores na área?

19. Estão citadas as referências bibliográficas relevantes?

20. O trabalho dialoga com o campo de estudos ao qual está referido?

21. O trabalho traz contribuições originais para o campo da Terapia Ocupacional e/ou áreas afins?

22. O resumo é abrangente e descreve todos os itens do trabalho?

23. O título proposto é adequado e traduz o trabalho realizado?

Redação

A redação do autor é clara, concisa e objetiva? É compatível com um veículo de divulgação de natureza científica?

A disposição e estruturação do texto é satisfatória?

O texto apresenta articulação, coerência e consistência?

A estrutura do texto requer revisão geral?

O texto necessita de revisão gramatical?

O texto necessita de revisão nas citações?

O texto necessita revisão da bibliografia utilizada?

 

Periodicidade

Quadrimestral

Política de Acesso Livre

Esta revista oferece acesso livre imediato ao seu conteúdo, seguindo o princípio de que disponibilizar gratuitamente o conhecimento científico ao público proporciona maior democratização mundial do conhecimento.

Fontes de Indexação

Copyright

Detentor dos direitos autorais: Revista de Terapia Ocupacional da USP.

É permitida a reprodução para uso não comercial desde que citada a fonte.

Patrocinadores

A revista recebe financiamento do:

  • Faculdade de Medicina da USP;

http://www.fm.usp.br/

  • Programa de Apoio às Publicações Científicas Periódicas da USP- SIBI/USP;

http://www.usp.br/sibi/

  • Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional da 3ª Região- CREFITO-3.

http://www.crefito3.org.br

Política de ética e plagiarimo

A Revista de Terapia Ocupacional da USP segue os princípios de ética contidos no código de conduta do Committee on Publication Ethics (COPE) (http://publicationethics.org/resources/code-conduct) quanto à duplicidade de publicação, plagiarismo, fabricação de dados, inclusão ou remoção de autores, autoria fantasma ou presenteada, falta de declaração de conflitos de interesse, problemas éticos da pesquisa, apropriação indevida de ideias ou dados, resposta a boatos de má conduta por meio de qualquer mídia.

Os manuscritos em desacordo com estas instruções serão devolvidos aos autores para as adaptações necessárias antes da avaliação pelo Conselho Editorial.

Histórico do periódico

Criada em 1990, busca contribuir com o processo de consolidação científica da Terapia Ocupacional e promover a divulgação e atualização das tendências teóricas e práticas desse campo e o diálogo interdisciplinar e interprofissional com os campos nos quais essa disciplina mantém interfaces e conexões. Veicula as seguintes modalidades de de artigos: artigo original, artigo teórico, estudo de caso, relato sobre projetos e/ou experiências, atualização, ponto de vista e artigo de revisão.

 

 Revista é associada à ABEC - Associação Brasileira de Editores Científicos.