Uso de três princípios de intervenção aumenta a efetividade da terapia por contensão induzida: estudo de caso

  • Natalia Duarte Pereira Universidade do Alabama em Birmingham
  • Isabella de Souza Menezes Universidade do Alabama em Birmingham
  • Sarah Monteiro dos Anjos Universidade do Alabama em Birmingham
Palavras-chave: Acidente cerebral vascular, Extremidade superior, Hemiplegia, Terapia por exercício, Estudos de caso

Resumo

Terapia por Contensão Induzida (TCI) é formada por três componentes: treino repetitivo de tarefa orientada, restrição da extremidade do membro superior menos acometido e da aplicação de um conjunto de métodos comportamentais de reforço de adesão para transferir os ganhos obtidos na clinica para o ambiente real do paciente. Porém apenas dois desses princípios são aplicados com freqüência. O objetivo deste estudo foi de caracterizar o protocolo de intervenção através de um relato longitudinal de caso de um paciente com seqüela de hemiparesia crônica após AVE. O paciente foi avaliado pela Motor Activity Log (MAL) e pelo Wolf Motor Function Test (WMFT) e os resultados sugerem que os aspectos comportamentais pertencentes a técnica têm grande influência nos bons resultados e a TCI pode ter maior ação nas atividades de vida diária de pacientes com hemiplegia quando aplicados todos os três tipos de intervenção em que consiste.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2010-04-01
Como Citar
Pereira, N., Menezes, I., & Anjos, S. (2010). Uso de três princípios de intervenção aumenta a efetividade da terapia por contensão induzida: estudo de caso . Revista De Terapia Ocupacional Da Universidade De São Paulo, 21(1), 33-40. https://doi.org/10.11606/issn.2238-6149.v21i1p33-40
Seção
Artigo Original