Percepção de competência, em situação de atividades diversificadas na perspectiva dos professores e de seus alunos com e sem deficiência física

Palavras-chave: Educação especial, Percepção, Motivação

Resumo

Muito se debate sobre a necessidade de um ambiente diferenciado, que disponibilize recursos adaptados às necessidades da pessoa com deficiência, no entanto, deve ser dada atenção à relação indivíduo-tarefa-ambiente, uma vez que a expressão de competências emerge da sua interação com o meio. Este estudo teve o objetivo identificar características da percepção de competência, na perspectiva dos professores e alunos com e sem deficiência física. Participaram deste estudo dezoito alunos e nove professores. Os dados foram coletados com o Perceived Eficacy and Goal Setting System e a análise realizada pelo teste de Mann-Whitney. Os resultados demonstraram que a percepção dos professores para a competência dos alunos sem deficiência foi mais favorável do que a percepção para os alunos com deficiência. No entanto, os valores de dispersão, demonstraram que em todas as análises, os alunos sem deficiência apresentaram uma autopercepção mais favorável. Conclui-se que há diferença na percepção de competência tanto na perspectiva dos professores quanto dos próprios alunos, sendo esta desfavorável em virtude da presença de deficiência física.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Mirela Moreno Almeida Andrade, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - UNESP

Terapeuta Ocupacional. Doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Educação pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - UNESP, São Paulo, SP, Brasil.

Camila Boarini Dos Santos, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - UNESP

Terapeuta Ocupacional. Mestranda em Educação e bolsista CAPES pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - UNESP, São Paulo, SP, Brasil. 

Rita de Cássia Tibério Araújo, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - UNESP

Terapeuta Ocupacional. Professora Doutora do Curso de Terapia Ocupacional - Departamento de Fisioterapia e Terapia Ocupacional da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - UNESP, São Paulo, SP, Brasil. 

Publicado
2018-11-30
Como Citar
Andrade, M., Dos Santos, C., & Araújo, R. de C. (2018). Percepção de competência, em situação de atividades diversificadas na perspectiva dos professores e de seus alunos com e sem deficiência física. Revista De Terapia Ocupacional Da Universidade De São Paulo, 29(3), 246-253. https://doi.org/10.11606/issn.2238-6149.v29i3p246-253
Seção
Artigo Original