Apoio social e desenvolvimento socioemocional infantojuvenil

Autores

  • Carolina Elisabeth Squassoni Universidade Federal de Sao Carlos
  • Thelma Simões Matsukura Universidade Federal de Sao Carlos
  • Maria Paula Panúncio Pinto Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto - USP

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2238-6149.v25i1p27-35

Palavras-chave:

Apoio social, Saúde mental, Criança, Adolescente.

Resumo

Devido à relação entre a presença do apoio social e resultados positivos relacionados à saúde e ao bem-estar muitos estudos buscam caracterizar as redes de apoio de crianças e
adolescentes e tentam identifi car possíveis associações entre o apoio social e outras variáveis. O objetivo do estudo foi verifi car a relação entre a percepção do apoio social e o desenvolvimento socioemocional de crianças e adolescentes. O estudo contou com
532 participantes, de ambos os sexos, com idades entre 11 e 18 anos. Foi utilizada a versão brasileira do Social Support Appraisals, que avaliou a percepção do apoio recebido da família, amigos, professores e da comunidade, e o Questionário de Capacidades e Difi culdades que investigou os sintomas de dificuldades e seu impacto sobre a criança/adolescente. Dentre os resultados, verificou-se que a família foi percebida como a maior fonte de apoio disponível e 13,2% dos participantes apresentaram sintomas clínicos com predomínio de problemas de conduta e sintomas emocionais. O estudo de correlação indicou somente relações negativas entre a percepção do apoio social e os sintomas de difi culdades. A literatura aponta que relações pobres no período da infância e adolescência podem levar a sintomas precoces de problemas e/ou distúrbios emocionais, que podem causar difi culdades em outras fases da vida.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Carolina Elisabeth Squassoni, Universidade Federal de Sao Carlos

Terapeuta Ocupacional. Doutorado e Mestrado em Educação Especial pelo Programa de Pós Graduação em Educação Especial da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar). Professora substituta do Departamento de Terapia Ocupacional da UFSCar, São Carlos, São Paulo, Brasil.

Thelma Simões Matsukura, Universidade Federal de Sao Carlos

Terapeuta Ocupacional. Pós-doutorado em Saúde Pública pela Universidade de São Paulo (USP). Doutorado e Mestrado em Saúde Mental pelo Programa de Pós-Graduação em Saúde Mental da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto/USP. Professora Associada da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) e orientadora do Programa de Pós-Graduação em Terapia Ocupacional e do Programa de Pós-Graduação em Educação Especial da UFSCar, São Carlos, São Paulo, Brasil.

Maria Paula Panúncio Pinto, Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto - USP

Terapeuta Ocupacional.  Doutorado em Psicologia do Desenvolvimento e da Aprendizagem pela Universidade de São Paulo (USP). Mestrado em Psicologia da Educação pela Universidade Estadual de Campinas. Docente do curso de Terapia Ocupacional da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto - USP.

Downloads

Publicado

2014-09-09

Como Citar

Squassoni, C. E., Matsukura, T. S., & Pinto, M. P. P. (2014). Apoio social e desenvolvimento socioemocional infantojuvenil. Revista De Terapia Ocupacional Da Universidade De São Paulo, 25(1), 27-35. https://doi.org/10.11606/issn.2238-6149.v25i1p27-35

Edição

Seção

Artigo Original