Desempenho ocupacional, qualidade de vida e adesão ao tratamento de pacientes com epilepsia

  • Cristiane Carnaval Gritti Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto (FAMERP)
  • Vânia Uemura Paulino Associação Beneficente Cisne
  • Lúcia Helena Neves Marques Centro de Cirurgia de Epilepsia do Hospital de Base e da Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto
  • Lilian Castiglioni
  • Maysa Alahmar Bianchin Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto (FAMERP), Departamento de Ciências Neurológicas
Palavras-chave: Epilepsia, Qualidade de vida, Desempenho ocupacional, Adesão à medicação.

Resumo

Os objetivos do estudo foram avaliar o desempenho ocupacional, qualidade de vida e adesão ao tratamento medicamentoso de pacientes com epilepsia de difícil controle. Trata-se de um estudo transversal e quantitativo com 30 pacientes em acompanhamento no ambulatório de neurologia em epilepsia de difícil controle da no ambulatório do Hospital de Base de São José do Rio Preto. Os instrumentos utilizados foram: ficha de Identificação, Teste de Morisky, Qualityof Life in Epilepsy Inventory – 31 e Medida Canadense de Desempenho Ocupacional. Os resultados apontaram que: 70% dos participantes obtiveram média adesão ao tratamento medicamentoso; em relação à qualidade de vida os piores resultados foram a preocupação com as crises e os efeitos adversos das drogas antiepilépticas. No Desempenho Ocupacional, as principais dificuldades levantadas constataram prevalência no funcionamento na comunidade, trabalho e socialização. O estudo possibilitou identificar o comportamento do paciente em relação ao uso da medicação, mensurar a qualidade de vida no contexto vivenciado pela doença e identificar as áreas variadas de desempenho ocupacionais prejudicadas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Cristiane Carnaval Gritti, Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto (FAMERP)

Terapeuta Ocupacional. Residente de Terapia Ocupacional em Reabilitação Física. Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto (FAMERP), São José do Rio Preto. Email: cris.gritti@hotmail.com.

Vânia Uemura Paulino, Associação Beneficente Cisne

Terapeuta Ocupacional. Especialista em Terapia Ocupacional: uma visão dinâmica em Neurologia. 

Instituição atual: Associação Beneficente Cisne

Lúcia Helena Neves Marques, Centro de Cirurgia de Epilepsia do Hospital de Base e da Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto
Doutora em Ciências da Saúde pela Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto – FAMERP e Neurologista do Centro de Cirurgia de Epilepsia do Hospital de Base e da Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto.
Lilian Castiglioni
Doutora em Genética pela UNESP – Campus São José do Rio Preto
Maysa Alahmar Bianchin, Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto (FAMERP), Departamento de Ciências Neurológicas

Terapeuta Ocupacional – Profª Adjunta do Departamento de Ciências Neurológicas da Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto (FAMERP), São José do Rio Preto. Email: maysa@famerp.br.

Publicado
2015-04-24
Como Citar
Gritti, C., Paulino, V., Marques, L. H., Castiglioni, L., & Bianchin, M. (2015). Desempenho ocupacional, qualidade de vida e adesão ao tratamento de pacientes com epilepsia. Revista De Terapia Ocupacional Da Universidade De São Paulo, 26(1), 93-101. https://doi.org/10.11606/issn.2238-6149.v26i1p93-101
Seção
Artigo Original