Construções de cópula em russo

quando usar e quando não usar a partícula eto?

  • Diego Leite Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ)
Palavras-chave: Construções de cópula, Russo, Eto

Resumo

Neste artigo são analisadas as sentenças copulativas do russo e a variação que exibem quanto à estratégia copulativa no tempo presente. Em alguns casos, observa-se o uso da partícula eto, o que alguns estudiosos caracterizam como exclusivo para sentenças equativas, em outros casos, a relação de cópula se dá pela mera justaposição de sintagmas em cadeia linear, o que geralmente é tido como propriedade de sentenças atributivas. Este trabalho aborda o conhecimento linguístico de falantes nativos do idioma, buscando identificar quais contextos de fato propiciam o uso do vocábulo eto. Para isso, foi desenvolvido um experimento denominado julgamento de aceitabilidade em que russos residentes na cidade de Moscou avaliavam sentenças copulativas com e sem o elemento eto. Resultados preliminares indicam que o uso das estratégias adotadas pelos russos para marcar cópula exibe caráter gradiente. No entanto, a despeito de o elemento eto não se comportar de maneira categórica, a sistematização de seus contextos de uso ainda se faz possível.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2019-06-12
Como Citar
Leite, D. (2019). Construções de cópula em russo. RUS (São Paulo), 10(13), 86-112. https://doi.org/10.11606/issn.2317-4765.rus.2019.151905
Seção
Artigos