O teatro como lugar da subjetividade possível ou Os impasses da crítica diante da criação

  • Welington Andrade Faculdade Cásper Líbero
Palavras-chave: Christiane Jatahy, Cia Vértice, crise da subjetividade, Anton Tchekhov

Resumo

O presente artigo analisa a encenação de E se elas fossem para
Moscou?, da Cia. Vértice, dirigida por Cristiane Jatahy, à luz da noção
da crise da subjetividade que perpassa as experiências artísticas
e culturais contemporâneas, apontando para certas vulnerabilidades
que tal encenação apresenta em contraste com o texto-matriz de Anton
Tchekhov, As três irmãs, que lhe serviu de inspiração.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Welington Andrade, Faculdade Cásper Líbero

Professor do curso de jornalismo da Faculdade Cásper Líbero, crítico de teatro e editor da revista Cult.

Referências

BOSI, Alfredo. Literatura e resistência. São Paulo: Companhia das Letras, 2002.

CRARY, Jonathan. Suspensões da percepção: atenção, espetáculo e cultura moderna. Tradução por Tina Montenegro. São Paulo: Cosac Naify, 2013. (Cinema, Teatro e Modernidade n. 17).

FÉRAL, Josette. Além dos limites: teoria e prática do teatro. Tradução por J. Guinsburg et al. São Paulo: Perspectiva, 2015. (Coleção Estudos n. 319).

MAUS, Marcel. Sociologia e antropologia. São Paulo: Cosac Naify, 2015, p. 395.

MERLEAU-PONTY, Maurice. A natureza: curso do Collège de France. Texto estabelecido e anotado por Dominique Séglard. Tradução por Álvaro Cabral. São Paulo: Martins Fontes, 2006. (Coleção Tópicos).

SAFATLE, Vladimir. O circuito dos afetos: corpos políticos, desamparo e o fim do indivíduo. São Paulo: Cosac Naify, 2015.

SAFATLE, Vladimir. Grande Hotel Abismo: por uma reconstrução da teoria do reconhecimento. São Paulo: Editora WMF Martins Fontes, 2012.

SARTRE, Jean-Paul. O que é a subjetividade? Tradução por Estela dos Santos Abreu. Rio de Janeiro, Nova Fronteira, 2015.

SZONDI, Peter. Teoria do drama moderno (1880-1950). Tradução por Luiz Sérgio Repa. São Paulo: Cosac Naif, 2001, p.46.

WILLIAMS, Raymond. Tragédia moderna. Tradução por Betina Bischof. São Paulo: Cosac Naif, 2002, p. 188.

Publicado
2015-12-23
Como Citar
Andrade, W. (2015). O teatro como lugar da subjetividade possível ou Os impasses da crítica diante da criação. Sala Preta, 15(2), 275-287. https://doi.org/10.11606/issn.2238-3867.v15i2p275-287
Seção
DOSSIÊ ESPETÁCULO