IN-VISÍVEIS: novas táticas de militância artística

  • Alessandra Vannucci Escola de Comunicação da Universidade Federal do Rio de Janeiro (ECO-UFRJ)
Palavras-chave: Cena expandida, Novos regimes estéticos, Função do espectador.

Resumo

No imaginário contemporâneo, o futuro é prefigurado mais frequentemente como uma distopia – marcada por condições de opressão, vigilância, privação – do que como formas utópicas que estimulavam a imaginação modernista. Aqui refletimos acerca da arte como dispositivo de resistência: quais táticas podem pôr em disputa os modos da vida em comum e modificá-los. Analisamos um acervo experimental de gestos estético-políticos (intervenções, instalações, performances site-specific) elaborados em grupo aberto de pesquisa artístico-acadêmica. Pode a arte destacar-se como ação de militância em nossas cidades-espetáculo saturadas por mídias normativas das condutas cotidianas? Como tais gestos podem deslocar as expectativas representacionais canônicas e inaugurar contra condutas na comunidade de espect-atores?

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Alessandra Vannucci, Escola de Comunicação da Universidade Federal do Rio de Janeiro (ECO-UFRJ)
Professora de Direção Teatral, na graduação, e de Processos Criativos, no Programa de Pós-Graduação em Artes da Cena (PPGAC), da ECO-UFRJ.

Referências

BAKHTIM, M. Estética da criação verbal. São Paulo: Martins Fontes, 1993.

BENJAMIN, W. Baudelaire, um lírico no auge do capitalismo. São Paulo: Brasiliense, 1987.

______. Magia e técnica, arte e política. São Paulo: Brasiliense, 1985.

BEY, H. TAZ: zona autônoma temporária. Paris: 1969. Disponível em <http://www.mom.arq.ufmg.br/mom/arq_interface/4a_aula/Hakim_Bey_TAZ.pdf>.

BOAL, A. O Teatro do Oprimido e outras poéticas políticas. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2005.

CANCLINI, N, G. Culturas híbridas. São Paulo: Edusp, 1997.

CALVINO, I. Seis propostas para o próximo milênio. São Paulo: Companhia das Letras, 1990.

______. Sfogliando l’atlante (colloquio com l’autore). Entrevista concedida para a revista L’Espresso, Roma, n.45, 5 nov. 1972.

Publicado
2017-07-17
Como Citar
Vannucci, A. (2017). IN-VISÍVEIS: novas táticas de militância artística. Sala Preta, 17(1), 268-281. https://doi.org/10.11606/issn.2238-3867.v17i1p259-272
Seção
EM PAUTA