Reflexões sobre os esforços na formação de plateia para o teatro paulistano

Palavras-chave: Teatro, Plateia, Espectador, Lazer.

Resumo

Este artigo reflete sobre os esforços governamentais na formação de plateia para o teatro na cidade de São Paulo. Com foco na produção de teatro profissional, e com especial atenção ao segmento de teatro de grupo, o texto assume uma preocupação com a necessidade de ampliar o público não especializado interessado em assistir a espetáculos teatrais, visando à sustentabilidade artística e financeira desta linguagem artística. No decorrer do artigo, são analisados projetos, atuais e já extintos, voltados à aproximação entre público e teatro, observando a distinção entre o “fazer teatro” e o “ver teatro”, e a permanência do problema que é o teatro não se configurar como uma atividade desejada para o tempo livre do cidadão.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Vítor Freire, Universidade de São Paulo (USP)
Mestrando da EACH-USP.

Referências

ª EDIÇÃO DO RECREIO NAS FÉRIAS. São Paulo: Secretaria Municipal de Educação, 2016. Disponível em: <http://portal.sme.prefeitura.sp.gov.br/Main/Noticia/Visualizar/PortalSMESP/31-edicao-do-Recreio-nas-Ferias>. Acesso em: nov. 2016.

CARNEIRO, L. M. A experiência do espectador contemporâneo: memória, invenção e narrativa. 2016. Tese (doutorado em Teoria e Prática do Teatro) – Escola de Comunicações e Artes, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2016.

CONVOCATÓRIA VÁ AO TEATRO. São Paulo: APAA, 2010. Disponível em: <http://apaacultural.org.br/editais_convocatorias_interna.php?id_convoca=1>. Acesso em: nov. 2016.

DESGRANGES, F. Mediação teatral: anotações sobre o projeto formação de público. In: Urdimento – Revista de Estudos em Artes Cênicas. Florianópolis, v. 10, 2008.

______. A pedagogia do espectador. São Paulo: Hucitec, 2003.

EM CARTAZ – guia de programação cultural da Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo. São Paulo: Secretaria Municipal de Cultura. Disponível em: <https://issuu.com/emcartaz>. Acesso em: nov. 2016.

ESCOLA EM CENA. São Paulo: FDE. Disponível em: <http://culturaecurriculo.fde.sp.gov.br/Escola%20em%20Cena/Escola_cena.aspx?menu=20&projeto=4>. Acesso em: nov. 2016.

FÉRAL, J. Além dos limites – teoria e prática do teatro. São Paulo: Perspectiva, 2015.

FIORATTI. G. Teatro fracassou com público jovem, diz autor escocês; brasileiros discutem crise. Folha de São Paulo, São Paulo, 2013.

GOMES, C. A. M.; MELLO, M. L. (Org.). Fomento ao teatro: 12 anos. São Paulo: Secretaria Municipal de Cultura, 2014.

KOUDELA, I. A ida ao teatro. São Paulo: FDE, s/d. Disponível em: <http://culturaecurriculo.fde.sp.gov.br/administracao/Anexos/Documentos/420090630140316A%20ida%20ao%20teatro.pdf>. Acesso em: nov. 2016.

LEIVA, J. (Org.). Cultura SP: hábitos culturais dos paulistas. São Paulo: Tuva Editora, 2014.

LIMA, J. D.; LOPES, M. S.; RODRIGUEZ, R. P. (Coord.). O estado do teatro em Portugal. Chaves: Intervenção, 2010.

LOPES, M. S.; PEREIRA, J. D. L. (Coord.). As fronteiras da animação sociocultural. Chaves: Intervenção, 2011.

PROGRAMA VOCACIONAL. São Paulo: Secretaria Municipal de Cultura, 2016. Disponível em: <http://www.prefeitura.sp.gov.br/cidade/secretarias/cultura/dec/formacao/vocacional/index.php?p=7548>. Acesso em: nov. 2016.

PROMOÇÃO TEATRO É UM BARATO! São Paulo: APETESP, s./d. Disponível em: <http://apetesp.org.br/barato.php>. Acesso em: nov. 2016.

RODRIGUES, P. Teatro: especulação imobiliária x cena independente. Carta Capital, São Paulo, 2015.

ROSENFELD, A. O teatro épico. São Paulo: Perspectiva, 2004.

SESC. Públicos de cultura. São Paulo: SESC, 2013. Disponível em: <http://www.sesc.com.br/portal/site/publicosdecultura>. Acesso em: ago. 2015.

VÁ AO TEATRO tem ingressos a R$ 5,00 para 81 peças em SP. O Estado de São Paulo, site, 2010.

Publicado
2017-07-17
Como Citar
Freire, V. (2017). Reflexões sobre os esforços na formação de plateia para o teatro paulistano. Sala Preta, 17(1), 203-216. https://doi.org/10.11606/issn.2238-3867.v17i1p194-207
Seção
EM PAUTA