Tchékhov e o teatro brasileiro

  • Rodrigo Alves do Nascimento Universidade de São Paulo
Palavras-chave: Anton Tchékhov, recepção, teatro brasileiro

Resumo

A recepção das peças Anton Tchékhov no Brasil é atravessada pelos principais impasses e debates que marcaram nossa história teatral dos últimos 80 anos. Ainda que reconhecido como peça chave do drama moderno, sua dramaturgia passou por uma tardia e irregular recepção nos palcos brasileiros. Neste artigo, comentarei panoramicamente essa trajetória e ao final apresentarei uma lista de suas encenações, em um esforço historiográfico e interpretativo que vai das primeiras montagens de suas peças nos anos 1940 até as encenações desconstrucionistas no início do século XXI. A partir da seleção de espetáculos e textos críticos emblemáticos, será possível ver como uma espécie de “tchekhovismo”, herança direta da leitura stanislavskiana, reboou entre diretores e críticos e foi paulatinamente problematizado a partir dos anos 1960.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rodrigo Alves do Nascimento, Universidade de São Paulo
Doutorando do PPG em Literatura e Cultura Russa na Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo (FFLCH-USP)

Referências

ALMEIDA, Rachel. Infelizes para sempre. Jornal do Brasil, Rio de Janeiro, 12 jun. 2003.

ANIKST, A. Teoria dramy v Rossii ot Púchkina do Tchékhova. Moscou: Nauka, 1972.

As Três Irmãs retrata cotidiano. Folha de São Paulo, São Paulo, 09 out. 1998.

CALLADO, Antonio. Chekov. Correio da Manhã, Rio de Janeiro, set. 1960.

CEZIMBRA, Márcia. Comédia da decadência. Jornal do Brasil, Rio de Janeiro, 25 jul. 1989.

COUTINHO, Wilson N. Leveza Russa - Tchekov encenado do modo como ele preferia. Revista VEJA, São Paulo, 04 jun. 1980.

Festival Tchekhov - A Barca. Programa da Peça. Salvador, abr. 1962.

FRANCIS, Paulo. Opinião Pessoal (Cultura e Política). Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1966.

GUZIK, Albert. Grupo TAPA aproxima Chekhov do Brasil atual. Jornal da Tarde, São Paulo, 16 abr. 1998.

LARA, Paulo de. Obras de Checov num só espetáculo. Folha da Tarde, São Paulo, 23 jun. 1982.

LEITE, Luiza Barreto. O Jardim das Cerejeiras. Jornal do Comércio, Rio de Janeiro, 27 out. 1968.

LIMA, Mariângela Alves de. Há algo de inexplorado em 'Tio Vânia'. O Estado de São Paulo, São Paulo, 24 abr. 1998.

LIMA, Mariângela Alves de. O Oficina revigora a atualidade da peça. O Estado de São Paulo, 28 de dez 1972.

MACIEL, Luiz Carlos. O Jardim das Cerejeiras. O Paiz, Rio de Janeiro, 09 nov. 1968.

MAGARSHACK, David. Chekhov the Dramatist. London: John Lehmann, 1952.

MAGNO, Paschoal Carlos. 'As Três Irmãs', no Serrador. Correio da Manhã, Rio de Janeiro, 16 jan. 1960.

MARINHO, Flavio. Retrato de uma raça. No Tablado, Tchecov estreante. O Globo, Rio de Janeiro, 24 maio 1980.

MARTINEZ CORRÊA, José Celso. Primeiro ato: cadernos, depoimentos, entrevistas (1959-1972). São Paulo: Ed 34, 1998.

MAURICIO, Augusto. As Três Irmãs. Jornal do Brasil, Rio de Janeiro, 09 fev. 1960.

MELLO E SOUZA, Gilda de. As Três Irmãs. O Estado de São Paulo, São Paulo, 13 out. 1956. Suplemento Literário do Estado de São Paulo.

MICHALSKI, Yan. As Três Irmãs: Vítimas ou Culpadas? Jornal do Brasil, Rio de Janeiro, 16 jan. 1973.

___________. Tchecov em Curitiba (I). Jornal do Brasil, Rio de Janeiro, 04 jun. 1968.

___________, Yan. Um Jardim Florido e Amigo (I), Jornal do Brasil, Rio de Janeiro, 20 out. 1968.

___________, Yan. Um Jardim Florido e Amigo (II). Jornal do Brasil, Rio de Janeiro, 23 out. 1968.

NASCIMENTO, Rodrigo Alves do. O Encontro de Tchékhov com o Oficina: desbunde, política e algumas contradições. Revista de Literatura e Cultura Russa, São Paulo, v. 1, n.1, p. 69-82, 2015. http://dx.doi.org/10.11606/issn.2317-4765.rus.2012.88683.

___________. Tchékhov no Brasil: a construção de uma atualidade. 2013. Dissertação (Mestrado em Literatura e Cultura Russa) – Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2013.

___________. Tchékhov no Ocidente: entre o Exótico e o Íntimo. Revista Aspas, São Paulo, v. 3, n.1, p. 105-125, 2013.

http://dx.doi.org/10.11606/issn.2238-3999.v3i1p105-125

NEMIRÓVITCH-DÂNTCHENKO, Vladimir. My life in the Russian Theatre. Boston: Little, Brown, and Co, 1937.

PRADO, Décio de Almeida. Entre Quatro Paredes e O Pedido de Casamento. In: Apresentação do Teatro Brasileiro Moderno - 1947-1955. São Paulo: Martins, 1956.

___________. Peças, Pessoas, Personagens - o teatro brasileiro de Procópio Ferreira a Cacilda Becker. São Paulo: Companhia das Letras, 1993.

RAMOS, Luis Fernando; FERNANDES, Silvia. Diálogo da Gaivota. Revista Sala Preta, São Paulo, v. 7, 2007.

http://dx.doi.org/10.11606/issn.2238-3867.v7i0p225-228

Teatro Brasileiro de Comédia. Encarte. São Paulo, 1954

Tio Vânia e seu diretor. Jornal do Brasil. Rio de Janeiro, 08 dez. 1955.

Publicado
2018-06-30
Como Citar
Nascimento, R. (2018). Tchékhov e o teatro brasileiro. Sala Preta, 18(1), 225-245. https://doi.org/10.11606/issn.2238-3867.v18i1p225-245
Seção
HISTÓRIA