Portal da USP Portal da USP Portal da USP

Arquivos institucionais e a história do teatro no Brasil: o caso do Serviço Nacional de Teatro (SNT)

Angelica Ricci Camargo

Resumo


Este artigo tem como objetivo refletir sobre os usos e as possibilidades de pesquisa em arquivos institucionais a partir dos nossos estudos sobre o Serviço Nacional de Teatro (SNT), órgão criado em 1937 com a finalidade de promover medidas de estímulo ao teatro. Além de favorecerem a reconstituição da sua trajetória administrativa, os documentos produzidos pelo SNT trazem informações sobre diferentes questões relativas ao setor teatral, como as organizações de classe, os aspectos ligados à produção e outros temas pouco estudados, que podem contribuir para repensar a história do teatro no Brasil. 


Palavras-chave


Arquivo institucional, Serviço Nacional de Teatro, História do teatro, Brasil, Século XX

Texto completo:

PDF

Referências


BRANDÃO, T. Uma empresa e seus segredos: companhia Maria Della Costa. São Paulo: Perspectiva, 2009.

BRASIL. Decreto-Lei nº 92, de 21 de dezembro de 1937. Cria o Serviço Nacional de Teatro. Lex: coletânea de legislação e jurisprudência: legislação federal e marginália, São Paulo, v. 1, p. 364, 1937.

______. Decreto nº 43.928, de 26 de junho de 1958. Institui a Campanha Nacional de Teatro. Diário Oficial da União. Poder Executivo, Rio de Janeiro, 26 jun. 1958a. Seção 1, p. 14534.

______. Decreto nº 44.318, de 21 de agosto de 1958. Aprova o Regimento do Serviço Nacional de Teatro, do Ministério da Educação e Cultura. Diário Oficial da União. Poder Executivo, Rio de Janeiro, 23 ago. 1958b. Seção 1, p. 18801.

______. Serviço Nacional de Teatro. Edital de 1958. Diário Oficial da República dos Estados Unidos do Brasil. Poder Executivo, Rio de Janeiro, 26 maio 1958c. Seção 1, p. 12060.

CAMARGO, A. R. Em busca de uma política para o desenvolvimento do teatro brasileiro: as experiências da Comissão e do Serviço Nacional de Teatro (1936-1945). 2011. 234 f. Dissertação (Mestrado em História Social) – Instituto de História, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2011. Disponível em: . Acesso em: 22 ago. 2017.

______. Por um Serviço Nacional de Teatro: debates, projetos e o amparo oficial ao teatro no Brasil (1946-1964). 2017. 397 f. Tese (Doutorado em História Social) – Instituto de História, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2017. Disponível em: . Acesso em: 22 ago. 2017.

CANTANHEDE, C.; FONTANA, F. Projeto Memória das Artes Cênicas: um breve histórico de um acervo das artes cênicas e algumas considerações metodológicas. In: SIMPÓSIO NACIONAL DE HISTÓRIA, 27, 2013, Natal. Anais… São Paulo: ANPUH – Associação Nacional de História, 2013. Disponível em: . Acesso em: 10 jan. 2017.

CERTEAU, M. A escrita da História. 2. ed. Tradução Maria de Lourdes Menezes. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2000.

COOK, T. Arquivos pessoais e arquivos institucionais: para um entendimento arquivístico comum da formação da memória em um mundo pós-moderno. Revista Estudos Históricos, Rio de Janeiro, v. 11, n. 21, 1998, p. 129-149. Disponível em: . Acesso em: 11 set. 2017.

DUCHEIN, M. O respeito aos fundos em arquivística: princípios teóricos e problemas práticos. Arquivo e Administração, Rio de Janeiro, v. 10-14, n. 1, p. 14-33, abr. 1982/ago. 1986.

FARGE, A. O sabor do arquivo. Tradução Fátima Murad. São Paulo: Edusp, 2009.

FARIA, J. R. (Dir.). História do teatro brasileiro: das origens ao teatro profissional da primeira metade do século XX. São Paulo: Perspectiva; Edições Sesc SP, 2012. v. 1.

______. História do teatro brasileiro: do modernismo às tendências contemporâneas. São Paulo: Perspectiva; Edições Sesc SP, 2013. v. 2.

FIGARO, R. (Coord.). Na cena paulista, o teatro amador: circuito alternativo e popular de cultura (1927-1945). São Paulo: Ícone, 2008.

FONSECA, M. S. O Arquivo Institucional da Funarte: problemas estruturais. 2007. 46 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Especialização em Organização, Planejamento e Direção de Arquivos) – Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2007.

FONTANA, F. S. Por um sonho de nação: Paschoal Carlos Magno e o Teatro do Estudante do Brasil. 2014. 381 f. Tese (Doutorado em Artes Cênicas) – Centro de Letras e Artes, Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2014.

GOETSCHEL, P. Archives du “spectacle vivant”, usages et écriture de l’histoire. Historiographie & archivistique. Ecriture et méthodes de l'histoire à l'aune de la mise en archives, sous la direction de Philippe Poirrier et Julie Lauvernier. Territoires Contemporains, Dijon, 2011. Disponível em: . Acesso em: 4 set. 2017.

GUINSBURG, J.; PATRIOTA, R. Teatro brasileiro: ideias de uma história. São Paulo: Perspectiva, 2012.

MERISIO, P. O circo-teatro. In: FARIA, J. R. (Dir.). História do teatro brasileiro: do modernismo às tendências contemporâneas. São Paulo: Perspectiva; Edições Sesc SP, 2013. p. 433-446.

MICELI, S. Intelectuais à brasileira. São Paulo: Companhia das Letras, 2001.

MOSTAÇO, E. Considerações sobre a história do teatro brasileiro. Revista Sala Preta, São Paulo, v. 15, n. 1, p. 249-264, 2015. Disponível em: . Acesso em: 25 abr. 2017.

PATRIOTA, R. O teatro e o historiador. In: RAMOS, A. F.; PEIXOTO, F.; PATRIOTA, R. (Orgs.). A história invade a cena. São Paulo: Hucitec, 2008. p. 16-58.

PEREIRA, V. H. A. A musa carrancuda: teatro e poder no Estado Novo. Rio de Janeiro: Fundação Getúlio Vargas, 1998.

PICON-VALLIN, B. Um museu para o teatro. Tradução Elizabeth R. Azevedo. Pitágoras 500. Revista de Estudos Teatrais, Campinas, v. 3, p. 115-127, out. 2012.

RABETTI, M. L.; MACIEL, P. M. C. Itinerários da opereta: do mapeamento de acervos a uma antologia de fontes selecionadas. In: PARANHOS, K. R. (Org.). História, teatro e política. São Paulo: Boitempo, 2012. p. 59-80.

SEMINÁRIO DE PRESERVAÇÃO DE ACERVOS TEATRAIS, 1., 2012, São Paulo. Anais… São Paulo: USP-PRCEU; TUSP; LIM CAC, 2015. 164 p. Disponível em: . Acesso em: 14 set. 2017.




DOI: http://dx.doi.org/10.11606/issn.2238-3867.v17i2p164-180

Métricas do Artigo

Carregando métricas...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.