Portal da USP Portal da USP Portal da USP

O ilustre Sr. Pirandello pegou o trem na Central do Brasil

Alessandra Vannucci

Resumo


A passagem da Companhia Theatro d’Arte pelos palcos brasileiros, no triênio (1925-1928) em que Pirandello assumiu sua direção, provocou um debate rico de contaminações e polêmicas que perseveraram muito além do modernismo, acompanhando a fama do italiano ao longo da modernização do teatro no Brasil. Este ensaio enfoca a saída do literato do recinto das letras para entrar na arena do espetáculo, coincidindo com a sua empreitada latino-americana. Similarmente a outros ilustres viajantes, como Marinetti, que visitou o Brasil no ano anterior, em 1926, suas palestras e entrevistas (especialmente a que concedeu ao jovem Sérgio Buarque de Holanda) deram ocasião para percepções especulares do processo cultural brasileiro, cujo imaginário se definia também por contágio do olhar dos viajantes. A pesquisa contribui para a agenda de eventos em homenagem ao 150º aniversário do nascimento do autor.


Palavras-chave


Modernismo, Formação de plateia, Intelectuais no Brasil

Texto completo:

PDF

Referências


A COMPANHIA Jaime Costa representou “cosi é… se vi pare”, em homenagem a Luigi Pirandello. Folha da Manhã, São Paulo, 8 set. 1927. n. 833, p. 9

A CONFERÊNCIA do dr. Menotti Del Picchia no Municipal. Correio Paulistano, São Paulo, 17 fev. 1922. n. 21058, p. 2.

ALVARO, C. Introdução. In: PIRANDELLO, L. Novelle per un anno. Milano: Mondadori, 1956.

ANDRADE, O. Anunciação de Pirandello. Correio Paulistano, São Paulo, 29 jun. 1923. n. 21542, p. 3.

BARRETO, L. Transatlantismo. Careta, Rio de Janeiro, ano XV, n. 733, 8 jul.1922

BOPP, R. Movimentos modernistas no Brasil. Rio de Janeiro: Livraria São José, 1966.

CAMPOS, C. Os rumos da cidade. Urbanismo e modernização em São Paulo. São Paulo: Senac, 2002.

CANCLINI, N. G. Culturas híbridas. Estratégias para entrar e sair da modernidade. São Paulo: Edusp, 1997.

DE LARA, C. De Pirandello a Piolim. Alcântara Machado e o teatro no modernismo. Rio de Janeiro: Ministério da Cultura, 1987.

HELLYESSE. Sete dias de theatro. Correio da Manhã, Rio de Janeiro, 11 set. 1927. n. 10018, p. 15.

HOLANDA, S. B. O futurismo paulista. Revista Fon-Fon, Rio de Janeiro, n. 50, 10 dez. 1921.

______. Conversando com Pirandello. O Estado de São Paulo, São Paulo, 31 dez. 1988. p. 46.

MOTTA FILHO, C. Introdução. In: PIRANDELLO, L. Novelas escolhidas. São Paulo: [s.n.], 1925.

PICCHIA, M. Da esthetica. Seremos plagiarios? Correio Paulistano, São Paulo, 10 abr. 1920. n. 20391, p. 1.

PIRANDELLO, L. Do teatro no teatro. Organização Jacó Guinsburg. São Paulo: Perspectiva, 2009

RODRIGUES, N. A menina sem estrelas. São Paulo: Companhia das Letras, 1993.

SCHWARTZ, J. Vanguardas latino-americanas: polêmicas manifestos e textos críticos. São Paulo: Edusp, 1995.

TEMPORADA Pirandello, no Municipal. Correio da Manhã, Rio de Janeiro, 16 set. 1927. n. 10022, p. 5.




DOI: http://dx.doi.org/10.11606/issn.2238-3867.v17i2p289-303

Métricas do Artigo

Carregando métricas...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.