Em busca da tradução teatral: o trabalho do historiador em meio a miudezas da cena e precariedades documentais

Palavras-chave: Pirandello, Tradução, Fontes documentais

Resumo

Este artigo é resultado do estudo voltado para a história da tradução teatral no Brasil e, sob a forma de escrita documentada, após termos perscrutado em jornais do período de 1923 a 1925, apresenta e discute a presença da primeira tradução de Luigi Pirandello, Pois é isso…! − versão de Così è (se vi pare), nos palcos das cidades do Rio de Janeiro e de São Paulo durante 1925, na segunda série de montagens pela Companhia Brasileira de Comédia Jayme Costa após a temporada de estreia em 1924. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria de Lourdes Rabetti, Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro
Professora colaboradora do PPGAC/UNIRIO; historiadora do teatro; tradutora; pesquisadora do CNPq

Referências

CANDIDO, A. Banalidade e fantasia. In: ______. Formação da literatura brasileira: momentos decisivos. Belo Horizonte: Itatiaia, 1981a. v. 2, capítulo III, p. 140-143.

______. Formação da rotina. In: ______. Formação da literatura brasileira: momentos decisivos. Belo Horizonte: Itatiaia, 1981b. v. 2, capítulo VI, p. 191-195.

D’AMICO, A.; TINTERRI, A. Pirandello capocomico: la compagnia del Teatro d’Arte di Roma 1925 – 1928. Palermo: Enzo Sellerio, 1987.

MAGALDI, S. Panorama do teatro brasileiro. Rio de Janeiro: Serviço Nacional de Teatro, 1970. (Ensaios).

NUNES, M. 40 anos de teatro: 1921-1925. Rio de Janeiro: Serviço Nacional de Teatro, 1956. v. 2.

POIS É Isso (Così e Se Vi Pare). In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2017. Disponível em: <https://goo.gl/qXFYj5>. Acesso em: 22 out. 2017.

RABETTI, M. L. Pois é…isso!: trânsitos e transações da tradução teatral. In: CONGRESSO DA ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO EM ARTES CÊNICAS, 9., 2017, Uberlândia. Anais… Uberlândia: Universidade Federal de Uberlândia, 2017. Disponível em: <https://goo.gl/RQ8UA3>. Acesso em: 18 out. 2017.

THALASSA, A. Correio Paulistano: o primeiro diário de São Paulo e a cobertura da Semana de Arte Moderna – o jornal que “não ladra, não cacareja e não morde”. 2007. 168 f. Dissertação (Mestrado em Comunicação e Semiótica) – Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2007. Disponível em: <https://goo.gl/j3t176>. Acesso em: 18 out. 2017.

Publicado
2017-12-26
Como Citar
Rabetti, M. (2017). Em busca da tradução teatral: o trabalho do historiador em meio a miudezas da cena e precariedades documentais. Sala Preta, 17(2), 48-71. https://doi.org/10.11606/issn.2238-3867.v17i2p48-71
Seção
EM PAUTA