O teatro da operação e a cena energética

  • Arthur Belloni Universidade de São Paulo
Palavras-chave: ENCENAÇÃO, DIREÇÃO, OPERAÇÃO, TEATRO ENERGÉTICO

Resumo

O artigo aborda questões relacionadas a uma certa modalidade de escritura cênica manifesta na contemporaneidade, cuja matéria espetacular (e sua imaterialidade) nunca é dirigida pelo espírito do encenador (ou de um coletivo), nem tampouco a ele se dirige, dando ensejo à concretização de um tipo de “teatro da operação” que, ao mesmo tempo que elimina os direitos do autor, faz suprimir também as formulações de ordem conceitual e discursiva comuns ao “espírito ativo” - esprit actif - enquanto instância cuja destinação é questionar, de acordo com as demandas do sentido e da significação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Arthur Belloni, Universidade de São Paulo
Possui doutorado em Artes Cênicas (área de concentração Teoria e Prática Teatral, linha de pesquisa Texto/Cena) e Mestrado em Artes (Área de concentração Artes Cênicas), ambos pela Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (USP), com apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - FAPESP. É graduado em Artes Cênicas (habilitação em Direção Teatral) pela ECA/USP, tendo também concluído o curso técnico-profissionalizante pela Escola de Teatro do Palácio das Artes / Fundação Clóvis Salgado (MG). Atuou como Docente na Escola de Belas Artes (EBA) da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). É integrante do Grupo de Investigação do Desempenho Espetacular (GIDE). Tem experiência na área de Artes, com ênfase em Teatro Performativo e Direção/Operação Teatral (concretizou diversas montagens cênicas).
Publicado
2012-06-30
Como Citar
Belloni, A. (2012). O teatro da operação e a cena energética. Sala Preta, 12(1), 141-148. https://doi.org/10.11606/issn.2238-3867.v12i1p141-148
Seção
SALA ABERTA