O direito ao teatro

  • Walter Lima Lima Torres Neto Universidade Federal do Paraná; Departamento de Letras Estrangeiras Modernas; Curso de Letras e Curso de Artes;l Programa de Pós Graduação em Letras
Palavras-chave: dramaturgia, teatro público, teatro privado

Resumo

Talvez não seja ainda muito tarde para se repensar essa questão entre nós. Ela pode soar para alguns setores ligados à atividade teatral como demasiadamente idealista ou utópica, ou simplesmente defasada diante das atuais circunstâncias de criação, de produção, e de fruição do teatro numa sociedade neoliberal. De toda forma, parece-me que essa questão está, permanentemente, colocada, e de tempos em tempos é saudável retornar a ela. Assim, nossa contribuição se apresenta como uma breve introdução ao possível debate sobre o “direito ao teatro”, inspirando-se, como já é evidente, no emblemático texto sobre o direito à literatura, escrito pelo professor Antonio Candido em 1988.

Este artigo procura formular uma discussão introdutória acerca do direito ao teatro como patrimônio imaterial de uma nação. O artigo apresenta a distinção entre dramaturgia performativa e dramaturgia convencional procurando chamar a atenção da sociedade para o papel de instituições teatrais que deveriam mediar a criação cênica nos diversos planos sociais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Walter Lima Lima Torres Neto, Universidade Federal do Paraná; Departamento de Letras Estrangeiras Modernas; Curso de Letras e Curso de Artes;l Programa de Pós Graduação em Letras
walter lima torres neto trabalha na Universidade Federal do Paraná; Departamento de Letras Estrangeiras Modernas; Curso de Letras e Curso de Artes;l Programa de Pós Graduação em Letras, é ator, diretor e professor de estudos teatrais
Publicado
2012-06-30
Como Citar
Lima Torres Neto, W. (2012). O direito ao teatro. Sala Preta, 12(1), 149-159. https://doi.org/10.11606/issn.2238-3867.v12i1p149-159
Seção
SALA ABERTA