Negras narrativas de Guaianases: Memórias não expropriadas.

  • Sheila Alice Gomes da Silva Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Palavras-chave: Guaianases, Grupos negros, Micro-áfricas, história oral.

Resumo

Resultado das discussões engendradas para a composição da dissertação de mestrado intitulada: “Negros em Guaianases: Cultura e Memória”, o texto do presente artigo ancora-se no conceito de micro-Áfricas e na metodologia da história oral, especificamente na história de vida, para confrontar a ideologia eurocêntrica hegemônica que fundamenta as histórias popularizadas sobre Guaianases e perceber a presença e as manifestações de resistência dos grupos negros moradores do bairro. Evidenciando uma das entrevistas realizadas para a pesquisa foi possível aperceber-se, a partir da narrativa de dona Penha Maria Lima Severino, a difusa e resistente presença desses grupos outrora invisibilizados.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Sheila Alice Gomes da Silva, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Doutoranda em História Social pela PUC-SP e pesquisadora do Centro de Estudos Culturais Africanos e da Diáspora.
Publicado
2017-01-10
Como Citar
Silva, S. (2017). Negras narrativas de Guaianases: Memórias não expropriadas. Sankofa (São Paulo), 9(18), 86-102. https://doi.org/10.11606/issn.1983-6023.sank.2016.125453
Seção
Artigos