Las fronteras de la publicidad televisada en la era de conexión

Palavras-chave: semiótica da cultura, publicidade televisual, era da conexão, fronteiras.

Resumo

la reflexión piensa las fronteras entre la internet y la publicidad televisada y tiene como enfoque teórico y metodológico la Semiótica de la Cultura, con la discusión basada en el concepto de frontera propuesto por Lotman (1999) y las incursiones de los autores Jenkins et al. (2014) y Manovich (2005) sobre la era de la conexión de la cultura, así como los apuntes de Machado A. (2011) sobre el audiovisual. Nos importa el diálogo y las intersecciones entre los diferentes sistemas de signos, pues creemos que así como la internet transforma la manera de producir la publicidad, al mismo tiempo se sobrepone a ella.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Adriana Pierre Coca, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Doutora em Comunicação e Informação na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Integra o grupo de pesquisa – Gpesc – Semiótica e Culturas da Comunicação (UFRGS). É autora do livro Tecendo rupturas - o processo da recriação televisual de Dom Casmurro (Rio de Janeiro: Tríbia, 2015) e atua principalmente nas pesquisas sobre os aspectos teóricos e metodológicos das rupturas de sentidos na teledramaturgia contemporânea pelo viés da Semiótica da Cultura. E-mail: pierrecoca@hotmail.com

Alexandre Tadeu dos Santos, Universidade Federal de Goiás

Professor da Universidade Federal de Goiás, Doutor em Ciências da Comunicação pela ECA-USP e Mestre em Comunicação e Linguagens pela Universidade Tuiuti do Paraná.

Referências

CARLÓN. M.; FECHINE, Y. (Orgs). O fim da televisão. Rio de Janeiro: Confraria do Vento, 2014.

COCA, A. P.; SANTOS, A. T. “Formatos de ficção seriada televisual: tradições e perspectivas”. XXXVII Congresso brasileiro de Ciências da Comunicação. Comunicação: Guerra & Paz. Anais […]. Foz do Iguaçu: Itercom, 2014. Disponible en: <http://bit.ly/2Avxgbo> Acceso en: 13 mar. 2018.

FIDLER, R. Mediamorfosis. Barcelona: Granica, 1997.

JENKINS, H. Cultura da convergência. Trad. Susan Alexandria. 2. ed. São Paulo: Aleph, 2009.

______ et al. Cultura da Conexão. Trad. Patrícia Arnaud. São Paulo: Aleph, 2014.

LOPES, M. I. V.; OROZCO, G. (Coords). Relações de gênero nos países iberoamericanos

– anuário Obitel 2015. São Paulo: Globo, 2015.

LOTMAN, I. M. Cultura y explosión – lo previsible y lo imprevisible en los processos de cambio social. Barcelona: Gedisa, 1999.

______. La semiosfera I – semiótica de la cultura y del texto. Madrid: Cátedra, 1996.

______. La semiosfera II – semiótica de la cultura, del texto e del espacio. Madrid: Cátedra, 1998.

______. “Sobre el concepto contemporâneo de texto”. Entretextos, Granada, n. 2, nov. 2003. Disponible em: <http://bit.ly/2BZCMmR>. Acceso en: 1 ago. 2014.

MACHADO, A. Arte e mídia. 3. ed. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2010.

______. Pré-cinemas & pós-cinemas. 6. ed. Campinas: Papirus, 2011.

______; VÉLEZ, M. L. “Fim da Televisão?”. In: CARLÓN, M.; FECHINE, Y.

(Orgs). O fim da televisão. Rio de Janeiro: Confraria do Vento, 2014. p. 54-76.

MACHADO, I. “Experiências do espaço semiótico”. Estudos de Religião, São Paulo, v. 29, n. 1, p.13-34, jan./jun. 2015.

MANOVICH, L. “Novas mídias como tecnologia e ideia: dez definições”. In: O chip e o caleidoscópio: reflexões sobre as novas mídias. São Paulo: Senac, 2005. p. 24-50.

OROZCO, G. “Televisão: causa e efeito de si mesma”. In: CARLÓN, M.; FECHINE, Y. (Orgs). O fim da televisão. Rio de Janeiro: Confraria do Vento, 2014. p. 96-113.

ROSÁRIO, N. M.; AGUIAR, L. M. “Implosão mediática: corporalidades nas configurações de sentidos da linguagem”. Significação, São Paulo, v. 41, n. 42, p. 166-185, 2014.

SANTAELLA, L. Cultura e artes do pós-humano: da cultura das mídias à cibercultura. São Paulo: Paulus, 2003.

______. A ecologia pluralista da comunicação: conectividade, mobilidade, ubiquidade. São Paulo: Paulus, 2010.

Publicado
2019-01-31
Como Citar
Coca, A., & Santos, A. (2019). Las fronteras de la publicidad televisada en la era de conexión. Significação: Revista De Cultura Audiovisual, 46(51). https://doi.org/10.11606/issn.2316-7114.sig.2019.144361