Notas sobre Public spectacles of violence: sensational cinema and journalism in early twentieth-century Mexico and Brazil, de Rielle Navitski

  • Carolina Azevedo Di Giacomo Universidade de São Paulo
Palavras-chave: Cinema silencioso, Cinema latino-americano, violência

Resumo

Esta resenha trata do livro Public spectacles of violence: sensational cinema and journalism in early twentieth-century Mexico and Brazil, de Rielle Navitski, que discute diferentes formas de espetacularização da violência no cinema silencioso dos dois países.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Carolina Azevedo Di Giacomo, Universidade de São Paulo

Carolina Azevedo Di Giacomo é mestranda em História, Teoria e Crítica no Programa de Pós-Graduação em Meios e Processos Audiovisuais (Escola de Comunicações e Artes – Universidade de São Paulo), sob orientação do Prof. Dr. Eduardo Morettin, com o projeto “Caminhos cruzados: o cinema, a rua e o automóvel no Rio de Janeiro (1907-1911)”, financiado pela Fapesp. Em 2014, apresentou trabalho no Stummfilm Festival de Karlsruhe (Alemanha) sobre cross-dressing no primeiro cinema. De 2014 a 2016, desenvolveu pesquisa de Iniciação Científica intitulada “O espectador como passageiro: os simuladores de viagem do primeiro cinema e a sua presença no Brasil”.

Referências

NAVITSKI, R. Public spectacles of violence: sensational cinema and journalism in early twentieth-century Mexico and Brazil. Durham and London: Duke University Press, 2017.

SINGER, B. Melodrama and modernity: early sensational cinema in its contexts. New York: Columbia University Press, 2001.

Publicado
2019-07-01
Como Citar
Di Giacomo, C. A. (2019). Notas sobre Public spectacles of violence: sensational cinema and journalism in early twentieth-century Mexico and Brazil, de Rielle Navitski. Significação: Revista De Cultura Audiovisual, 46(52). https://doi.org/10.11606/issn.2316-7114.sig.2019.155297